Uma criança de três anos de idade que mora no Marrocos, passou por uma complicada cirurgia recentemente. A mãe do garotinho Yahya El Jabaly teve complicações durante sua gestação e o desenvolvimento da criança foi prejudicado, dessa maneira, Yahya nasceu com partes do rosto faltando e tinha enormes dificuldades.

Além de ser cego, o garotinho não conseguia falar e, por isso, sua vida era bem difícil. Não bastasse a falta de visão, por não conseguir se comunicar, ele passava os dias isolado e não conseguia brincar com as outras crianças do vilarejo onde mora na cidade de Tânger. Outro problema grave enfrentado pelo menino e por sua família é o preconceito e, para evitar olhares maldosos, os pais de El Jabaly cobrem o seu rosto quando eles saem de casa.

Publicidade
Publicidade

Cirurgia Perigosa

Diversos médicos se negaram a operar o menino marroquino por conta da gravidade e dificuldade do caso. Como ele nasceu sem partes do rosto, seus tecidos internos estavam expostos e o risco de haver uma infecção que o levasse à morte era muito grande. Porém, com a ajuda de uma postagem na internet feita por uma amigo de seu pai, o futuro de Yahya iria mudar.

A Cura veio da Austrália

Uma cidadã do Marrocos que vive na Austrália viu o post e resolveu ajudar a família da criança. Fatima Baraka, que nasceu em uma cidade próxima a de El Jabaly, fez contato com um médico cirurgião australiano mundialmente reconhecido, o doutor Tony Holmes. Ele, que já fez diversas cirurgias complicadas, resolveu aceitar o desafio e operar o garotinho.

Fatima não se deu por satisfeita e, além de conseguir que o médico o operasse, recebeu a família do Marrocos em sua casa na Austrália e ainda conseguiu arrecadar dinheiro para custear o tratamento de Yahya no país da Oceania.

Publicidade

Cirurgia

Vários procedimentos cirúrgicos foram feitos no rosto da criança, um deles chegou a demorar mais de 20 horas. Dr. Holmes conseguiu reconstruir a face de Yahya e o menino do Marrocos pode até aprender a falar, já que o médico descobriu que suas cordas vocais estavam intactas. Passados 18 meses desde a cirurgia, o menino e sua família retornaram para o Marrocos e o resultado da cirurgia é surpreendente. 

Outras Notícias

Mochileiro francês tem dia de fúria na Nova Zelândia por não conseguir carona

Terror no paraíso: irmãs americanas são encontradas mortas em ilha paradisíaca #Mundo #Medicina #Saúde