Marnie Brace é a mais jovem paciente a necessitar de um transplante na Grã-Bretanha. Nascida no dia 10 de maio com uma condição cardíaca grave, seus pais logo foram informados que, sem um transplante de coração, ela não irá conseguir sobreviver por muito tempo. Os médicos acreditam que o problema de Marnie seja fruto de uma rara condição genética.

Nick e Amy Brace, pais dessa guerreira, estão lutando com todos os recursos que têm para conseguir salvar sua filha. Um dos objetivos de ambos é conseguir mudar a lei do país que diz respeito aos doadores de órgãos.

Atualmente, no Reino Unido, as pessoas que desejam doar seus órgãos após a morte precisam, ainda em vida, assinar um termo para se registrar no banco de doadores nacional ou informar seus familiares de seus desejos.

Publicidade
Publicidade

Após a repercussão do caso da pequena Marnie, Nick e Amy começaram uma campanha. Estão convidando o público que se emocionou com a causa a assinar uma petição.

O conteúdo da mesma visa incentivar os políticos de Westminster a acompanhar o sistema para tentar recriar a legislação existente relacionado a quem deseja ser doador: na nova lei, todos os cidadãos seriam doadores de órgãos automaticamente depois que morrerem, com exceção daqueles que assinarem para não doar.

Essa nova medida, se for implantada, salvará muitas vidas que estão na fila de transplante. O pai acredita que a situação de sua filha irá amolecer o coração das pessoas para abraçar essa luta, além de ocasionar uma pressão na política local.

"Sabemos que Marnie irá morrer sem um coração novo, mas todos os dias ficamos à espera de alguma ligação.

Publicidade

Estamos em xeque, não podemos dormir. Isso é obviamente muito difícil.", desabafou ele.

A jovem bebê nasceu no hospital infantil Evelina, em Londres. Quando os médicos foram verificar seu coração, notaram um problema. Logo após seu nascimento, Marnie foi diagnosticada como sendo portadora da síndrome de Noonan e cardiomiopatia hipertrófica. "Ela se cansa muito rapidamente.", conta a mãe. 

Quando a filha nasceu, os médicos já deixaram claro para se preparem para o pior, mas Marnie superou as expectativas lutando contra a morte todos os dias.

Como o coração que a menina necessita é pequeno, as chances de receber um transplante são quase nulas. De acordo com estatísticas do SNS, quase 49 mil pessoas estão esperando receber algum órgão no Reino Unido e mais de 6 mil, incluindo 270 crianças, morreram antes de conseguir um.

Veja fotos:

#Medicina #Doença