Nesta terça-feira (25), um grave acidente no parque de diversões Dremworld, inaugurado em 1981, na cidade de Coomera, no leste da Austrália, deixou quatro mortos. O local foi fechado para dar suporte às vítimas e passará por vistorias. Ele fica na região Gold Coast e é famoso pelas atrações que oferece.

O brinquedo específico que sofreu a pane era uma das atrações mais famosas do lugar. Consistia em um equipamento aquático chamado “Thunder River Rapids” que usava espécies de pequenas embarcações de seis lugares, que desciam uma cascata de água com espuma. O brinquedo usava o sistema de tração em comboio, ou seja, cada uma dessas ‘balsas’ era puxada pela outra.

Publicidade
Publicidade

Segundo os funcionários, e os homens que vieram prestar os primeiros socorros, a pane no equipamento fez com que duas pessoas fossem ejetadas e outras duas ficassem prensadas entre as balsas e morressem afogadas. Todas as vítimas eram adultas e tinham mais de trinta anos. Ainda não foram divulgados os nomes. Os responsáveis pelo parque ainda tentaram esvaziar o volume de água do brinquedo para conseguir salvar as duas pessoas que ficaram presas, mas não conseguiram realizar a operação a tempo para tirá-las com vida.

O local está fechado por tempo indeterminado, e o serviço de perícia realiza investigações no estabelecimento para averiguar os motivos que levaram ao #Acidente.

É preciso entender se foi uma falha mecânica que levou à pane do sistema, ou se pode ter havido em algum momento erro humano ao tentar manejar o brinquedo.

Publicidade

A coordenação do parque soltou uma nota à imprensa dizendo sentir muito pelos familiares das vítimas, e estar ajudando o máximo possível no trabalho da polícia e dos agentes que trabalharam na prestação de socorro.

A imprensa australiana divulgou, através de entrevista com uma das pessoas que aguardavam na fila para entrar na atração, que, possivelmente, uma das embarcações pode ter virado enquanto o brinquedo funcionava. Outras testemunhas que estavam no brinquedo ficaram horrorizadas e extremamente assustadas com o acontecimento, e pensaram que não sairiam vivas do acidente.

As barcas usadas na atração podem chegar a 45km/h e muitas famílias levam seus filhos para se divertir, pois cada uma comporta até seis pessoas. O parque é administrado pelo grupo Ardent Leisure que agora deverá responder sobre o acidente na Justiça.

#Investigação Criminal