Nesta quarta-feira (26), acontece a reconstituição do crime contra o casal  de paraibanos Marcos Nogueira e Janaína Américo e os dois filhos deles, de 1 e 4 anos, na casa da família que fica em Pioz, na província espanhola de Guadalajara. Estas informações são do irmão de Marcos, Walfran Campos, que foi à #Espanha para acompanhar o caso de perto.

Segundo ele, irá acompanhar a reconstituição realizada pela Guarda Civil espanhola juntamente com seu advogado. Assim como Marcos, Walfran é tio de François Patrick Gouveia que confessou ter assassinado a família e permanece preso na Espanha.

“Não sei se a Guarda Civil vai permitir eu ficar próximo de Patrick, porque isso pode intimidá-lo.

Publicidade
Publicidade

Mas se puder, claro que vou fazer algumas perguntas que eu queria fazer pra ele. Mas, não acredito que a polícia vá deixar”, disse Walfran, que volta ao Brasil logo após a reconstituição, ainda na quarta-feira.

Walfran disse que teve acesso às informações que correm em segredo de Justiça. “Tive acesso às fotos, que mostram a #Brutalidade que fizeram com minha família”, comentou.

É provável que haja alegação de uma possível insanidade mental, pois ele precisa se defender, mas será examinado por médicos e peritos para ver se realmente possui alguma doença mental. “Acredito ser difícil escapar dessa, as pessoas aqui na Espanha ficaram chocadas com o crime”, declarou.

Patrick, sobrinho de Marcos Nogueira, se entregou espontaneamente à polícia espanhola e confessou o crime dois dias depois.

Relembrando o caso

Os corpos de Janaina, Marcos e seus dois filhos foram encontrados esquartejados dentro da própria residência no município espanhol de Pioz em setembro.

Publicidade

Um vizinho notou o mau cheiro e alertou a polícia.

Após a descoberta e início das investigações, a Justiça emitiu uma ordem de prisão europeia e internacional contra Patrick, mas o suspeito, até então, não havia recebido nenhuma notificação sobre o mandado de prisão no Brasil.

Ele resolveu se entregar, após o advogado dele vir ao Brasil e conversar com sua família, expondo os detalhes do caso. O advogado de Patrick disse que ele acredita poder se defender melhor das acusações na Espanha.

  #assassinato