Rodrigo Duterte é um dos governantes mais polêmicos do mundo. Exatamente, por isso, ele vira e mexe fica nas manchetes do noticiário por conta de suas declarações. Recentemente, o homem que governa as Filipinas xingou o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, fazendo o político cancelar uma reunião de negócios. Já nesta sexta-feira, 30, ele decidiu se comparar a um dos nomes mais odiados do século vinte, o ditador alemão Adolph Hitler. De acordo com Rodrigo, suas propostas para o futuro das Filipinas estão voltadas em assassinatos. Ele quer matar mais de três milhões de drogados. Segundo o presidente, esse é o número de viciados que existe no país

As declarações foram feitas depois que Duterte esteve em uma viagem ao Vietnã e retornou ao seu país.

Publicidade
Publicidade

De acordo com o político, Hitler teria matado três milhões de judeus e ele quer atingir o mesmo número de assassinatos, mas com viciados. "Eu gostaria de massacrá-los todos", explicou o presidente em declaração dada a jornalistas. Apesar das declarações fortes, o político tem relativa aprovação em seu país, que já tem leis severas contra as drogas. Traficar pode levar à pena de morte. Até um brasileiro, que entrou com drogas no país acabou sendo morto, após ficar anos esperando um acordo entre as Filipinas e o governo brasileiro. 

Ele ainda disse que a Alemanha vitimou os judeus, mas que ele agora teria suas próprias vítimas. Ele garantiu que isso pode até parecer severo, mas tem um intuito, livrar o país do que chama de perdição, um problema que poderia vir a ser para a geração do futuro. 

Ainda nas declarações, o presidente filipino voltou a fazer ataques à União Europeia e os Estados Unidos.

Publicidade

Segundo Duterte, desde que entrou no cargo, as drogas vitimaram mais de 3.500 inocentes. "EUA e UE, podem me chamar do que quiserem, mas nunca gostei da hipocrisia como vocês", atacou ele, que lembrou dos conflitos que os países tem com a Síria e que a guerra por lá também gera muitos mortos. Ele lembrou que esses países permitem que inocentes morram de frio, mas que se preocupam com meliantes possam ser mortos por um erro.  #É Manchete!