O conselho da Academia Russa de Ciências do Espaço Exterior aprovou a criação do programa para a construção do que será o primeiro observatório astronômico sobre a superfície da #lua. Estima-se que a implantação do observatório ocorra entre 2035 e 2040. Como a Lua não possui atmosfera, ela é um ambiente ideal para fazer observações astronômicas. 

O observatório lunar russo fará pesquisas utilizando um radiotelescópio, além de fazer estudos sobre os raios cósmicos, astronomia em raios-X, observações ópticas e medições da radiação emitidos pelo Sol e pela a Terra.

Observatório americano

A ideia de construir um observatório lunar não é nova.

Publicidade
Publicidade

Em 2008, a equipe do professor Peter Chen, da #Nasa, criou o conceito para construir no interior de uma cratera da Lua um telescópio com espelho primário de 50 metros de diâmetro, utilizando como matéria prima a própria poeira lunar. Em 2010, os planos de Chen foram frustrados quando o presidente Barack Obama cancelou os planos da Nasa para a retomada dos voos para a Lua, num futuro próximo.

Até o momento, os Estados Unidos foram os únicos a conseguir colocar 12 homens sobre a superfície da Lua.

Sondas automáticas

O mesmo conselho russo que aprovou o observatório lunar, deu sinal verde para a retomada das missões com sondas lunares. Este é mais um passo da Rússia na direção do projeto de exploração lunar para a década de 2030, que inclui a visita de cosmonautas e a construção das primeiras infraestruturas, como os elementos do observatório lunar e instalações para a monitoramento da Terra.

Publicidade

No entanto, ainda não foram estabelecidas datas para o início dessas missões nem quais serão os veículos lançadores.

A Rússia (então União Soviética) foi pioneira na pesquisa lunar com sondas automáticas. Em 1959, a Luna 1 foi a primeira sonda a chegar próximo da Lua e enviar imagens para Terra. Neste mesmo ano, a Luna 2 foi o primeiro veículo a colidir contra a superfície lunar e a Luna 3 a primeira a enviar fotos do lado oculto da Lua. Depois de inúmeros sucessos e insucessos, a Rússia conseguiu pousar o Lunokhod 1, o primeiro jipe robô a explorar automaticamente a superfície do nosso satélite natural. Em 1973, o Lunokhod 2 percorreu nada menos que 42 km durante 3 meses. #Russia