A tragédia aconteceu na ilha de Malta, que fica próxima do extremo sul da Itália, na manhã desta segunda-feira, 24 de outubro. Uma aeronave com 5  pessoas caiu, logo após decolar do Aeroporto Internacional de Malta, todos os ocupantes morreram na queda. A catástrofe foi filmada por um morador de Malta, que passava pelo local no momento em que tudo aconteceu.

De acordo com agência de notícia “Reuters”, esse foi o maior #Acidente aéreo de todos os tempos em todo país.

Um morador da ilha que não teve sua identidade revelada, seguia de manhã cedo para o trabalho, por volta 05h30min, horário local, quando registrou o momento da queda e a explosão do avião.

Publicidade
Publicidade

A aeronave decolou do aeroporto de Malta e seguia para Misrata, na Líbia. Nas imagens, é possível ver de maneira muito rápida, o avião perdendo altitude, e em seguida chocando-se ao chão. Neste momento acontece uma grande explosão, é vista labaredas de fogo e fumaça, a cena é impressionante e assustadora.

Funcionários do aeroporto confirmaram a agência de notícias, que o avião transportava funcionários da Frontex, agência de fronteira da União Europeia. Agência afirmou que o avião realizava uma missão francesa, numa operação especial de vigilância no Mar Mediterrâneo.

Segundo informações colhidas do governo de Malta, pela Reuters, o voo fazia parte da missão de vigilância e monitoramento contra o tráfico de drogas e de pessoas, e já vinha acontecendo há alguns meses.

O avião foi desenvolvido especialmente pela Direção Geral de Segurança Exterior da França (DGSE), e era utilizado em missões secretas, de escuta e recolhimento de dados secretos eletrônicos.

Publicidade

As cinco pessoas a bordo da aeronave eram francesas, três eram integrantes do Ministério da Defesa, e serviço de espionagem do serviço militar, e os outros dois eram funcionários terceirizados, e trabalhavam para a empresa de #Aviação CAE. Todos os corpos foram encontrados, segundo as informações passadas pelo governo Malta.

Um inquérito foi aberto para a apuração das causas da queda do avião. Não está eliminada nenhuma hipótese. Há informações que não houve uma explosão antes do avião tocar o solo, mas a possibilidade da aeronave ter sido sabotada não está descartada.

O aeroporto de Malta foi fechado logo após o acidente, e vários voos cancelados e transferidos para o aeroporto da Sicília. Desde o início do ano, a França já perdeu 8 funcionários encarregados em realizar missões especiais na Líbia. O avião que caiu nesta última missão, era do modelo Metroliner twin-prop, ele estava com 5 pessoas, mas tinha capacidade para transportar até dez passageiros.