Seria bastante hilário se não fosse trágico o vídeo de um rapaz norte-americano que anda circulando na internet.  As cenas foram filmadas dentro de um carro, pelo próprio condutor do veículo.  Pelas imagens, dá para ver o momento em que o condutor perde o controle do veículo e todas as suas reações de pavor.

O mais inusitado da história é que a filmagem era para ser um momento de pura descontração. Travis Carpenter contou que gosta de cantar e possui esse hábito de soltar a voz enquanto dirige, para relaxar os músculos e passar o tempo enquanto percorre distâncias mais longas.

No trajeto de uma viagem de Indianopolis para Whitewater, nos Estados Unidos, o jovem ligou a câmera para uma performance vocal das mais caprichadas.

Publicidade
Publicidade

Bastante concentrado na música, ele apertou o acelerador das cordas vocais quando, de repente, o pior aconteceu.

Numa velocidade de 70 km/h, Travis acabou deslizando na pista. Estava chovendo e o asfalto estava molhado. Aconteceu com ele um fenômeno chamado de aquaplanagem, que é quando se formam poças d’água no asfalto e o pneu perde o atrito necessário com o solo, deslizando para fora da pista.

A expressão do jovem passa da euforia ao pânico em alguns segundos. E o que era uma nota musical afinada vira um urro de horror ao ver que o carro estava desgovernado e prestes a bater. O veículo acaba rodopiando na pista e, por sorte, não colide com mais nenhum. A câmera filma cada movimento, inclusive os objetos voando pelo carro, até o jovem conseguir respirar e começar a pensar nas providências a tomar.

Publicidade

Ele postou as imagens no Youtube com uma breve descrição do acidente. Na mensagem ele também fez a ponderação de que a concentração na performance vocal pode tê-lo dispersado da função principal naquele momento: dirigir com segurança. 

Ele ainda comemorou o fato de não ter sofrido nenhum arranhão e contou que o carro também não teve avarias mecânicas mais graves.  

Além do susto, fica a lição que o momento no volante deve ser encarado com mais foco e seriedade.

#Crime #Casos de polícia