A febre de "#Palhaços Assassinos" que tomou conta do mundo nas últimas semanas, inclusive com o registro de palhaços agredindo pessoas, acaba de ganhar um novo capítulo. Cansados de levarem sustos - ou mesmo de serem agredidos - pelos palhaços, diversas pessoas estão formando grupos de caça aos supostos "artistas do mal". Os ataques aos palhaços foram registrados no Estados Unidos, Inglaterra e Austrália.

No Brasil, não há registro de confrontos, mas já há uma um evento agendado no Facebook para a caça aos palhaços. O evento, intitulado "Caça aos palhaços assassinos - Salvador - BA", está agendado para a madrugada entre 1 e 2 de dezembro.

Publicidade
Publicidade

Cerca de 900 pessoas já confirmaram presença e outras 1600 demonstraram interesse. "Preparem o arsenal que a guerra foi declarada e a ordem é matar os palhaços", afirmou um dos participantes do evento, Danilo Rodríguez. 

Confrontos registrados em vídeos

Na Austrália, um palhaço caminhava por uma rua deserta, na noite de ontem (11), segurando um bastão de baseball. Um grupo de amigos que passava pelo local de carro decidiu revidar a ameaça. Um dos rapazes desceu do carro e começou a gritar com o palhaço, que imediatamente deixou de ser tão assustador. Demonstrando estar com medo de ser atacado, o palhaço não-tão-assustador-assim pediu calma aos justiceiros e colocou o bastão de baseball no chão, em uma espécie de rendição. O ato não foi suficiente para acalmar os justiceiros, que partiram para cima do "artista" com socos até deixá-lo quase imóvel no chão.

Publicidade

A vingança foi gravada pelos próprios agressores. Assista:

Rapper ameaça palhaço com arma

Ainda ontem, em Chicago (EUA), o rapper Billionaire Black viu um palhaço assustando crianças na rua. Irritado, o rapper decidiu acabar com a brincadeira apontando uma arma para o palhaço e ordenando-o que corresse. O palhaço, sob a mira da arma, obedeceu. Billionaire Black filmou tudo enquanto gritava "deixe as crianças em paz". O palhaço, no primeiro momento, achou que era apenas uma brincadeira, até se dar conta de que a arma era real. Assista: