Desde o início de outubro o site Wikileaks, fundado por Julian Assange - exilado na embaixada do Equador na Inglaterra -, tem exibido na #Internet, diversos arquivos de e-mails relacionados a candidata à presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton.

Embora a maioria das correspondências sejam referentes a política nacional, algumas mensagens interceptadas pelo Wikileaks parecem ser apenas especulações de teóricos da conspiração, como o e-mail enviado ao gerente da campanha de Hillary, John Podesta.

De acordo com informações do jornal britânico Express, de domingo (23), um homem identificado pelo nome Ken Coffin, que diz trabalhar para uma organização secreta do governo canadense, enviou uma mensagem de correio eletrônico a Podesta, onde ele avalia a necessidade de uma maior cooperação entre as agências estadunidenses e canadenses, com objetivo de evitar a extinção da raça humana em duas décadas.

Publicidade
Publicidade

"Poderíamos estar todos mortos em 20 anos", escreve Coffin.

Segundo o sujeito misterioso, o Polo Norte magnético da Terra já teria começado a se movimentar, e num período de 20 anos todos os seres humanos poderão estar mortos, se nada for feito a respeito.

No e-mail, digno das mais elaboradas teorias conspiratórias, o indivíduo revela morar em Edmonton (Canadá), e afirma trabalhar numa organização canadense semelhante a Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa (DARPA, sigla em inglês), incumbida de desenvolver tecnologias a serem usadas na proteção dos Estados Unidos.

"Eu represento uma organização canadense que não existe que se parece com a DARPA, mas trabalha com o governo para exercer a atividade de crescimento positivo", diz o homem a Podesta.

O indivíduo acentua que a hipotética agência secreta à qual ele pertence, objetiva tornar o mundo um lugar melhor, “mais feliz e mais pacífico”.

Publicidade

Contudo, ele ressalta a Podesta que todos os trabalhos no desenvolvimento da humanidade serão inúteis, se a nossa civilização for destruída em decorrência do movimento do Polo Norte magnético.

"Mas não podemos fazer isso se estamos prestes a ver um evento de extinção em massa ocorrer. Com o Polo Norte magnético em movimento em direção ao equador, precisamos de ajuda”, observa.

Polo Norte já está em movimento

Apesar do e-mail ser meramente especulativo, sem provas ou evidências do que foi dito pelo suposto agente canadense, o movimento do Polo Norte magnético já é uma realidade detectada pela ciência.

Conforme os pesquisadores, atualmente o Norte magnético percorre um trajeto de cerca de 25 milhas (40 km) ao ano, e eles acreditam que em poucas décadas ele poderá estar na Ásia.

Porém, cientistas ressaltam que a reversão total dos polos Sul e Norte acontecerá num período de milhares de anos. Eles também acentuam o fato desse fenômeno já ter ocorrido várias vezes na Terra, sem causar impactos significativos para as populações globais.

Publicidade

Entretanto, na percepção do emblemático canadense, o Norte magnético já está sobre a Sibéria, e em dez anos estará sobre o mar negro. Por fim, em 20 anos, o Polo Norte magnético estará na Indonésia. Nesse período, na avaliação dele, estaremos mortos.

Governo americano e alienígenas

Além de alertar sobre o fim do mundo, o paranoico agente canadense também afirma que o governo estadunidense tem um acordo com uma raça alienígena avançada tecnologicamente, mas que o Canadá não teria sido avisado pelos americanos.

No decorrer da mensagem, o sujeito frisa que a informação obtida por ele veio do Departamento de Defesa do Canadá.

Curioso para que Podesta lhe revele alguma informação sobre a teórica união entre autoridades estadunidenses e aliens, Coffin diz querer saber sobre as reais intenções dos ‘homenzinhos verdes’.

"Nós só precisamos saber com quem estamos lidando. Quais são suas intenções? Eles são hostis? Podemos pará-los se necessário?”, indaga.

Outro e-mail bizarro enviado a John Podesta e interceptado pelo Wikileaks, diz respeito ao fato do emblemático planeta Nibiru estar em rota de colisão com a Terra. Será? #Curiosidades #Viral