Nesta última quinta-feira (03), a americana Kala Brown foi encontra presa e amarrada pelo pescoço. Desaparecida desde o mês de agosto, a mulher foi encontrada após dois meses de puro sofrimento na zona rural do estado americano de Carolina do Sul. A mulher estava amarrada com correntes dentro de um contêiner de metal, ela estava passando muitas dificuldades

Segundo informações da polícia, foram ouvidas algumas batidas que se remetiam aos chutes de Kala. Em uma operação que estava sendo realizada na cidade de Woodruff, a polícia acabou descobrindo o paradeiro da moça quando investigavam uma propriedade local. O contêiner que Kala Brown, de 30 anos, se encontrava, era usado para cargas. 

A propriedade em que Brown foi localizada em péssimas condições de sobrevivência é de Todd Kohlhepp, ele já tinha passagem na polícia por crimes de violência sexual e acabou sendo preso, ele irá responder por #Crime de #sequestro.

Publicidade
Publicidade

Investigações

O delegado Chuck Wright, do Condado de Spartanburg, fez um desabafo sobre a ação da polícia e as condições da mulher. Ele avaliou que, se a polícia não tivesse descoberto, ela poderia não ser encontrada com vida, ele também diz que, graças a Deus, a polícia conseguiu localizá-la e que a mulher estava com uma corrente presa ao seu pescoço, vivendo "acorrentada como um cachorro".

O acontecimento deixou a mulher traumatizada e ela deverá seguir realizando tratamentos médicos, buscando amenizar as consequências do sequestro.

As batidas no contêiner de metal chamaram a atenção dos policiais. Brown também gritou palavras de socorro, pedindo para alguém tirá-la daquela situação devastadora. Em seu depoimento, a mulher contou que já teriam passado dois meses vivendo dentro de um contêiner e que recebia comida para se manter viva.

Publicidade

O sequestrador era um dos amigos da vítima e entre as acusações de sequestro, Todd Kohlhepp poderá receber outras.

O namorado de Brown, Charles Carver, também se encontra desaparecido, a polícia não o localizou desde o mês de agosto. O casal é da cidade de Anderson. #EUA