Em 9 de fevereiro de 2017, a astronauta Peggy Whitson, da #Nasa, estará comemorando seu aniversário de 57 anos e de presente estará observando a Terra lá de cima. Também será nesse mês comemorativo que ela estará assumindo pela segunda vez o comando da #ISS (a Estação Espacial Internacional, na sigla inglês).

No #Espaço desde a última quinta-feira (17), quando Peggy retornar à Terra, além do título de mulher mais velha a viajar numa missão espacial, terá batido também o recorde da permanência no espaço, em períodos não consecutivos. Serão 534 dias em órbita, superando o recorde anterior do americano Jeff Wilians.

A astronauta já esteve duas vezes no espaço.

Publicidade
Publicidade

Na primeira, em 2002, ela ficou seis meses em órbita, quando instalou módulos e instrumentos na estação espacial, ainda em construção, além de realizar experimentos científicos em microgravidade. Tornou-se a primeira oficial de ciências da ISS. Em 2007, repetiu a viagem para se tornar a primeira comandante mulher da ISS.

Durante suas estadas, também realizou seis caminhadas espaciais, totalizando 39 horas e 46 minutos.

Nascida nos Estados Unidos, Whitson é uma bioquímica que curte halterofilismo, ciclismo, basquete e esqui aquático. A partir de 1989, ela começou a trabalhar na Nasa em pesquisas na área da bioquímica e biomedicina. Mais tarde, assumiu a chefia da divisão de ciências médicas do Centro Espacial Johnson, o centro de comando responsável pelos voos tripulados da Nasa. Em 1996, foi selecionada para ser astronauta.

Publicidade

Expedição espacial

A nova tripulação rumou para a Estação Espacial, no último dia 17 de novembro de 2016, e deve ficar seis meses em órbita. Além de Peggy, representando a Nasa, estavam a bordo da capsula Soyuz o cosmonauta Oleg Novitskiy da Roscosmos (agência espacial russa) e o astronauta Thomas Pesquet, da ESA (agência espacial europeia). O lançamento ocorreu a partir da base da Roscosmos no Cazaquistão. Desde a aposentadoria dos ônibus espaciais, os astronautas pegam carona em foguetes russos para chegar à Estação Espacial Internacinal.

A nova tripulação foi recebida pelo astronauta americano Shane Kimbrough e os russos Andrei Borisenko e Sergei Ryzhikov. Em fevereiro, eles devem retornar à Terra, quando Peggy assumirá o comando da Estação Espacial Internacional.

Além dos 6 astronautas à bordo da ISS, também estão em órbita os taykonautas (o nome que se dá aos astronautas chineses) Jing Haipeng e Chen Dong, a bordo da estação Tiangon 2.