No início da madrugada de sexta-feira (11), a rádio Pyongyang da Coreia do Norte, começou a transmitir emblemáticas mensagens em códigos numéricos.

De acordo com informações do jornal inglês The Sun, autoridades sul-coreanas acreditam que as transmissões, aparentemente sem sentido, são enviadas para espiões norte-coreanos em atividade no Ocidente.

Segundo agentes que observam a Coreia comunista, diversos números e gírias “peculiares” são proferidos por uma radialista. "Temos trabalho de revisão em engenharia de metal para agentes No. 27 de expedição", fala a voz feminina.

Contudo, essa não é a primeira vez que o país vizinho emite sinais cifrados de rádio.

Publicidade
Publicidade

Conforme o periódico sul-coreano The Korea Times, 13 ‘conversas ‘ criptografadas já foram transmitidas pela rádio estatal desde 24 de junho, sendo que três delas foram propagadas somente em outubro.

Em julho passado, por exemplo, outro recado - sem pé nem cabeça - foi proferido pela locutora da rádio Pyongyang.

"Agora, vamos começar um trabalho de avaliação de matemática para os membros da unidade expedicionária 27o da universidade de ensino à distância. Vá para a página 459, questão 35; 913, questão 55; 135, pergunta 86", disse a radialista.

Embora autoridades da Coreia do Sul não saibam exatamente a finalidade dessas projeções, suspeitam que elas são direcionadas aos agentes norte-coreanos, que estariam munidos com um livro código para decifrar os recados.

Transmissões cifradas aconteciam durante a Guerra Fria (1947–1953), época em que a #Internet não fazia parte da comunicação.

Publicidade

Naquele tempo, era comum ouvir sinais criptografados de radiotransmissores, chamados de ondas curtas, que transitavam acima da ionosfera e podiam alcançar milhares de quilômetros a partir de uma única antena emissora.

Entretanto, o jornalista Patrick Knox, avalia que devido a facilidade em monitorar chamadas telefônicas e mensagens pela internet, espiões da paranoica nação comandada por Kim Jong-um, voltaram a usar o antigo método.

Sinais vindos da Europa

Além da Coreia do Norte, recados codificados estão sendo emanados em regiões da Europa, próximos à Rússia. Um desses lugares é a Ucrânia, onde mensagens criptografadas estão sendo enviadas de locais secretos.

Observadores também captaram ondas curtas cifradas oriundas da Polônia. Ainda que seja precipitado afirmar algum tipo de manobra para possíveis ataques da Coreia do Norte, o fato é que as tensões entre as duas coreias têm aumentado, principalmente depois de Kim Jong-un realizar o quinto teste com uma bomba nuclear, em setembro.

Ao que parece, o ditador do país mais isolado do mundo está arquitetando uma surpresa, possivelmente indigesta. #Mídia #Curiosidades