O avião que transportava a delegação do time da #Chapecoense e jornalistas para a #Colômbia, caiu na madrugada desta terça-feira (29), segundo autoridades colombianas.

O prefeito de Medelín Frederico Gutierrez informou em comunicado no início da manhã, que em meio ao #Acidente há pelo menos 25 mortos.

Pouco depois o General José Acevedo Ossa, da polícia local, responsável pelo resgate, informou que o número de mortos seria em torno de 75.

O avião CP2933 da empresa Lamia, saiu da cidade de Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, com 81 passageiros.

Segundo imprensa colombiana, o avião perdeu contato direto com a torre de controle às 22h15 (1h15 horário de Brasília) e caiu próximos ao Aeroporto José Maria Córdova, que fica na cidade de Rionegro, próximo a Medelín.

Publicidade
Publicidade

As primeiras informações são que seis vítimas foram levadas a hospitais da região logo após o acidente, entre os resgatados estariam três jogadores, o lateral Alan Ruschel, e os goleiros Danilo e Follman.

Segundo informações do corpo de bombeiros da Colômbia, ao todo foram 10 vítimas socorridas e levadas aos hospitais próximos, sendo que uma morreu ainda no caminho.

O comitê de operações de emergência (COE) e autoridades do Aeroporto informou que o controle do avião havia dado o alerta de falha técnica antes de perder contato com a torre de controle. A imprensa colombiana destacou que o acidente teria sido causado por uma possível falta de combustível, mas jornais locais afirmaram que o piloto despejou combustível quando viu que o avião estava caindo.

A rede de “TV Caracol” informou que o avião sumiu dos radares quando sobrevoava as cidades colombianas de La Ceja e Abejorral, uma região montanhosa e de clima inconstante.

Publicidade

A força Aérea da Colômbia mobilizou helicópteros para ajudar nos resgates, mas as missões tiveram que ser adiadas devidas o mal tempo na região que atrapalha visibilidade.

O time da Chapecoense saiu de São Paulo na noite de segunda-feira (28) e fizeram escala na Bolívia, antes de voar até a Colômbia onde a delegação pegou um voo da companhia Lamia, a mesma que levou a seleção argentina para a copa do mundo de 2014 no Brasil.

Em comunicado oficial, o presidente do Clube Sandro Pallaoro, informou que aguarda um pronunciamento oficial das autoridades colombianas.

Via Twitter, o Atlético Nacional, que seria o adversário da Chapecoense na final da Copa Sul-americana, lamentou o acidente e diz lamentar profundamente o acidente.

A Conmebol informou que cancelou a final do jogo da decisão, que estava marcada para essa quarta.

Jogadores a bordo

Goleiros: Danilo e Follmann.

Laterais: Dener, Gimenez, Alan Ruschel e Caramelo.

Zagueiros: Filipe Machado, Marcelo, Thiego e Neto.

Volantes: Josimar, Gil, Sérgio Manoel e Matheus Biteco.

Meias: Cleber Santana e Arthur Maia.

Atacantes: Kempes, Ananias, Lucas Gomes, Tiaguinho, Bruno Rangel e Canela.