O circuito interno de televisão de um berçário flagrou uma funcionária chutando fortemente um bebê que teve fraturas no crânio e sangramento interno.

Afsana Shaikh, que trabalhava no local, foi filmada batendo em Ritisha Sinha, de apenas nove meses de idade. O fato ocorreu durante o horário de descanso da creche, no primeiro dia do bebê no local, na cidade de Kharghar, Estado de Maharashtra, Oeste da Índia.

Ao ir buscar a menina, a mãe de Ritisha, Ruchita, notou uma contusão em seu rosto. O pai da criança relatou que a menina estava em um sono profundo quando a foram buscar, mas havia um hematoma em seus olhos. A mãe questionou ao proprietário do local o que havia ocorrido, ele informou que a menina teria se machucado sozinha, enquanto jogava.

Publicidade
Publicidade

Os pais contaram que como era o primeiro dia da menina na creche, ela poderia ter se machucado sozinha por conta do estresse e acabaram acreditando na versão contada. Mas ao chegar a casa ela não parava de chorar e não comia nada.

Rajat, de 31 anos, e Ruchita, de 29 anos, encontraram mais hematomas nas costas da filha e atrás da orelha. O quadro evoluiu e Rishita começou a ter febre e a vomitar.

Preocupados, eles a levaram a um médico no dia seguinte, e ficou provado, por meio de tomografia computadorizada, que havia uma pequena fratura na parte de trás do crânio, que teria levado a um sangramento interno.

Médicos do hospital da região disseram ao casal que os ferimentos de Rishita eram provenientes de agressões. Horrorizados, eles voltaram para a creche e solicitaram as imagens de CCTV.

Publicidade

Mas o proprietário do berçário, Priyanka Nikam, afirmou que para isso era necessária uma queixa policial.

Eles não hesitaram e a fizeram. Oficiais de polícia de Kharghar foram notificados e assistiram a filmagem. O que levou a cuidadora à prisão, enquanto aguarda julgamento. O proprietário foi solto mediante fiança.

Os pais ficaram chocados com as imagens que viram. Eles relataram que não conseguiam acreditar naquilo, em algo tão desumano. A funcionária maltratava a filha deles, atacando brinquedos nela e a jogando no tapete. Eles ainda alertam outras mães, pois eles viram o que aconteceu com a filha deles, mas não sabem se ela maltratava outras crianças que ficavam no berçário.

#Crime #Casos de polícia