Muitas pessoas têm medo de voar de avião por inúmeros motivos, como os atentados terroristas de 11 de setembro ou por claustrofobia. Mas, a principal causa que inibe alguns de voar é a ideia de sofrer uma acidente, por várias razões. Porém, o que os passageiros do voo 231 do México não esperavam era a aparição de uma cobra no avião.

O voo da empresa Aeromexico saia de Torreón com destino a Cidade do México, de acordo com informações da imprensa local. Em certo momento do trajeto, uma cobra venenosa saiu do compartimento de bagagens de mão, apavorando os passageiros. O animal de 1,5 metro foi capturado por um professor universitário que estava a bordo do avião.

Publicidade
Publicidade

 Foi necessário utilizar um cobertor para conter a víbora verde, já que não havia equipamentos específicos de captura no local. O professor Indalecio Medina ainda fez piada sobre o ocorrido, dizendo que se tratava de um cobra voadora e que após capturá-la, deu algumas revistas ao animal para que ele pudesse passar o tempo.

Após receber prioridade para aterrissar, o comandante pousou a aeronave para que especialistas em cobras pudessem retirar o animal do avião. Ainda não há informações sobre como o réptil foi parar no bagageiro da aeronave.

Para quem ficou curioso sobre o caso, um vídeo foi divulgado na internet mostrando o momento em que o animal surgiu, com filmagens feitas por um passageiro.

Transporte de animais em aviões

Companhias aéreas costumam permitir o transporte de animais domésticos em voos, como cães e gatos.

Publicidade

Além de pagar uma tarifa a mais para poder transportar os bichinhos na cabine, os donos de pets precisam seguir algumas normas. Há um limite de peso e prazo para realizar a reserva do animal. É preciso estar com a vacinação em dia e carregar o pet em uma caixa de transporte ou bolsa adequada. No porão, viajam os animais mais pesados. O ambiente é pressurizado e iluminado, da mesma forma que ocorre na cabine. Outras espécies são consideradas carga e devem viajar em aviões destinados a essa finalidade. #Curiosidade