Donald Trump venceu as últimas eleições dos EUA e, dentro de poucos meses, receberá não só as chaves da Casa Branca, mas também do avião presidencial, o Air Force One. Mas, enquanto isso, ele continua realizando suas viagens no seu próprio e luxuoso avião, avaliado em, aproximadamente, 80 milhões de libras, ou seja, R$ 350 milhões.

Sua pintura externa se destaca com o preto que cobre metade do veículo aéreo e com as letras em dourado, que formam a palavra “TRUMP”. Duas faixas vermelhas circundam a aeronave e o restante é revestido de branco.

O modelo é um Boeing 757-200 privado, adquirido por Donald Trump em 2011, que, desde então, tem sido uma segunda casa do bilionário.

Publicidade
Publicidade

O modelo tem capacidade para 43 passageiros, sala de jantar e dois quartos.

Por dentro, o luxo domina a decoração. Com muitos móveis em tons beges e muita madeira escura envernizada, o modelo de decoração clássica impera no local. Sofás claros recebem almofadas de veludo e seda com o brasão da família, que tornam o espaço de jantar aconchegante. As poltronas para passageiros, em couro claro, remetem ao conforto. Uma grande televisão está disponível aos que queiram assistir alguma programação, além de muitos CDs e DVDs.

O quarto principal é muito confortável e possui uma cama king size ao lado de janelas. No banheiro, os detalhes dourados fazem a diferença e são banhados em ouro 24 quilates, até mesmo a pia.

O bilionário nomeou seu avião de Trump Force One. A viagem mais recente realizada por ele nessa aeronave foi para Washigton, para encontrar o presidente Barack Obama.

Publicidade

Trump tomará posse nos EUA no começo do ano que vem, mais precisamente no dia 20 de janeiro de 2017, quando poderá usufruir também do Air Force One, o avião presidencial que foi projetado para ser extensão da Casa Branca. Ele é um Boing 747 com muita tecnologia, mas detalhes de seu design interior não são divulgados por questões de segurança. Mas, por fora, ele é mais discreto que o avião de Trump, levando em sua lataria as cores azul e branco, além da bandeira dos Estados Unidos.

#Crime #Casos de polícia