Em #portugal, um crime está chocando a comunidade. A polícia está investigando um crime, que tem como principal suspeito o #filho das vítimas. De acordo com a fonte policial, teria sido o filho a encomendar a morte dos próprios #pais. Seu interesse estava na herança que seus progenitores deixariam para ele. O crime aconteceu no início desse mês, em Vila do Conde, Portugal, e a polícia já tem detidos dois homens e uma mulher, que poderiam ser os responsáveis pelo assalto violento contra um casal de idosos.

O crime, quando aconteceu, deixou chocada a população de Mindelo, em Vila do Conde. Um assalto na casa de um casal de idosos, com contornos demasiado violentos.

Publicidade
Publicidade

Para lá dos danos financeiros, os donos da casa, foram ainda ainda violentamente agredidos e tiveram mesmo que ficar hospitalizados. A polícia judiciária acredita que os idosos só não morreram, por mero acaso, e que a vontade dos criminosos era mesmo a de os matarem, mas de forma que tudo ficasse parecendo um assalto.

A linha de investigação seguida foi sempre pensando que os criminosos poderiam desejar mais do que roubar algumas coisas de dentro da casa. O casal não está sendo identificado pela imprensa portuguesa mas se sabe que o homem tinha 79 anos e a esposa 68. O assalto teria sido concretizado por apenas um homem, que estava armado e de rosto coberto. Os dois idosos foram violentamente agredidos, uma violência exagerada que teria deixado os investigadores desconfiados desde o início.

Publicidade

A investigação foi se desenrolando e a polícia portuguesa deteve, durante esta quinta-feira, 24, dois homens e uma mulher. Os suspeitos têm entre os 22 e os 47 anos e nenhum deles estava com cadastro na polícia. Um homem foi o responsável pelo assalto, que teria sido contratado pelo outro detido, que seria o filho de esse casal, quem teria pago, em dinheiro, ao assaltante, para cometer todo o crime. A polícia acredita que o filho das vítimas pretendia que o assaltante contratado roubasse a casa e matasse os próprios pais, por causa da herança. A mulher que foi detida teria agido como cúmplice, em toda essa cena de crime, de acordo com a polícia.

Cabe agora à Justiça desvendar se foi mesmo isso o que aconteceu e aplicar a devida sentença a cada um de esses suspeitos.