Na madrugada deste sábado (26), exatamente à 1h29 do horário de Brasília, foi noticiado por #Raúl Castro, a morte do líder da revolução cubana e ex-ditador comunista Fidel Castro aos 90 anos, na capital de Cuba, Havana. #Cuba declarou luto oficial de 9 dias pela morte do cubano.

Fidel se encontrava debilitado desde 2006, ano em que ele passou o poder de Cuba para o seu irmão Raúl Castro, de forma provisória, pois tinha sofrido hemorragias. Durante muito tempo, ele se dedicou apenas a escrever artigos para a imprensa na qual se titulava de “Reflexões do Comandante-em-Chefe”. O cubano só renunciou de forma efetiva o poder em 2008 por meio de um texto publicado no jornal Granma.

Publicidade
Publicidade

#Fidel Castro e Ernesto Che Guevara foram ícones da Revolução Cubana, para alguns são revolucionários e para outros ditadores, que mataram muitas pessoas para instaurar seus interesses comunistas em Cuba.

Os dois iniciaram as expedições para a derrubada do governo Fulgêncio Batista, em 1956, quando foram derrotados e se refugiaram na Sierra Maestra e continuaram com intensos combates, até que, no dia 1° de janeiro de 1959, o presidente Fulgêncio fugiu de Cuba e Fidel se tornou primeiro-ministro do novo governo, o qual titulava de revolucionário. Che Guevara foi morto em 1967, após deixar a ilha e tentar levar seus ideais comunistas para a Bolívia.

A Flórida é um reduto de dissidentes do regime cubano e quando os cubanos que moram na região ficaram sabendo da morte de ditador Fidel Castro, que obrigou milhares de pessoas fugirem e Cuba, em 1959, saíram para comemorar na madrugada desse sábado em um restaurante de Miami, levantando bandeiras de seu país natal e dos Estados Unidos.

Publicidade

As redes de televisões locais mostrando a animosidade das pessoas, sorrisos e choros de emoção contagiaram a todos enquanto cresciam os rumores da morte do ditador comunista, muitos estavam bebendo champanhe na boca da garrafa sem mesmo se importar com a presença de curiosos e da imprensa.

Segundo Raúl Castro, o corpo de Fidel será cremado conforme era a sua vontade e as cinzas serão enterradas no dia 04 de dezembro, após ser uma caravana que percorrerá o país durante 4 dias.