A polícia ainda procura um homem acusado de agredir outro indivíduo em um posto de gasolina, em Broadway, Bexleyheath, no sudeste de Londres. O caso aconteceu no dia 5 de outubro deste ano por volta das 13h. As câmeras de segurança gravaram a confusão. O agressor ainda não foi localizado, e essa semana foram divulgadas as imagens que ajudarão a prender o suspeito.

Segundo relato da vítima, de 36 anos, os dois estacionavam no local para poder almoçar em restaurante próximo, foi quando o suposto agressor teria ‘roubado’ a vaga. Aparentemente, o homem teria pedido para que o outro retirasse seu veículo, foi quando extremamente irritado teria começado a agredi-lo.

Publicidade
Publicidade

Nas imagens registradas, é possível ver os dois discutindo e logo em seguida o homem vestido com bermuda e camiseta preta dando um soco no rosto da vítima. Apenas com um golpe, ele conseguiu quebrar a sua mandíbula, o homem agredido também caiu no chão e acabou tendo escoriações leves no braço.

O acusado segue sendo procurado, a polícia informou que ele deve ter aproximadamente 30 anos, tem cabelos curtos e não possui barba. A vítima foi socorrida e registrou boletim de ocorrência na polícia.

A ação desproporcional do homem demonstra o nível de violência em que chegamos na sociedade atual. Uma simples vaga no estacionamento levou a uma agressão desmedida. Os policiais que investigam o caso disseram que quem tiver mais informações pode ligar no 101 ou fazer uma denúncia anônima.

No Brasil a situação não é diferente, estudos demonstram que o número de vítimas da violência no trânsito é proporcional em mortes nas guerras civis.

Publicidade

Desde brigas no trânsito, até acidentes por direção indevida matam cerca de 200 pessoas por mês só no estado de São Paulo. A intolerância com o erro do outro ultrapassa os limites da razão e da boa convivência e leva a xingamentos, perseguições e até a morte. Um cenário de calamidade que é um reflexo do estresse cotidiano para quem tem que pegar estradas lotadas e trafego intenso todos os dias.

#Investigação Criminal