Nesta quarta-feira dia 09, milhares de cidadãos americanos foram às ruas protestar contra a vitória e as propostas de governo do presidente eleito #Donald Trump. Ele, que é do Partido Republicano, derrotou a candidata do Partido Democrata, Hillary Clinton, e conta também com a maioria republicana de senadores e deputados. Após a apuração dos votos, foram eleitos 51 senadores e 239 deputados republicanos contra 48 senadores e 193 deputados do partido da oposição, Democrata.

Desde o ano de 2006, que não se via na história da política norte-americana o controle absoluto de um mesmo partido na presidência, no senado e na câmara dos deputados (também chamada de Câmara dos Representantes).

Publicidade
Publicidade

Com o domínio republicano, vários americanos saíram às ruas protestando contras o governo de Donald Trump, e o acusando de racista, saxista e antigay, frases como: "A vida dos negros importa" e "A vida dos trans importa" foram gritadas pela multidão que ergueu milhares de cartazes com dizeres contra o presidente eleito.

Em Nova Orleans (Lousiana), manifestantes queimaram um boneco que representava o candidato eleito. A polícia precisou intervir e mesmo com a força policial, a manifestação continuou com as ruas tomadas e com vozes gritando em coro: "Trump não é meu presidente". Embora a candidata derrotada Hillary Clinton e o atual presidente Barack Obama, tenham feito apelos para que os americanos aceitem o resultado das urnas e ajam de forma pacífica, milhares de pessoas não se conteram e os protestos que tiveram início em Nova York e Chicago, se espalharam pelas cidades de: Atlanta, Filadélfia, Portland, San Francisco, San Diego, Austin, Denver, Oakland, Seatle, Boston e na capital Washigton.

Publicidade

Em Richmond (Virgínia), onde reside Tim Kaine (candidato derrotado à vice-presidência), teve a sede do Partido Democrata depredada e seus vidros quebrados. Em Nova York, onde pelo menos 5 mil pessoas se reuniram para protestar na Trump Tower, localizada em Manhattan, 30 pessoas foram detidas pela polícia, por causarem desordens públicas.

O presidente eleito Donald Trump, será recebido hoje na Casa Branca pelo atual presidente Barack Obama para que possa dar início ao processo de adaptação do novo presidente. Trump tomará posse em 20 de janeiro de 2017. Acompanhe um trecho de como foi o protesto.

#Eleições EUA