Em julho, Michael Moore publicou um texto em que explicava os motivos pelos quais Donald Trump seria o novo presidente dos Estados Unidos. Entre as razões, Moore destacou que o candidato representa as últimas esperanças do homem branco médio contra os direitos conquistados pelas mulheres e pelas minorias.

Sabemos ainda que Hillary Clinton tem um histórico complicado na política, tendo apoiado a guerra no Iraque e autorizado a venda de armamentos que acabaram nas mãos do ISIS - e isso é grave. Com base nesse fato, Moore aponta ainda que muitos cidadãos estão desapontados com o sistema político estadunidense há tempos e isso faria com que decidissem jogar tudo para os ares.

Publicidade
Publicidade

Trump, de fato, parece o candidato perfeito para simbolizar o descontentamento e um desejo de vingança contra o sistema, principalmente por não fazer ideia de como a política funciona na prática e de acreditar ser capaz de resolver tudo sozinho.

O perfil do agora presidente dos Estados Unidos é de um homem que mente com facilidade, narcisista, megalomaníaco, que passou sua vida criando uma imagem de empresário bem sucedido para mascarar as sucessivas falhas nos negócios.

Chega a ser um personagem caricato, que mais parece saído de um programa de humor de mau gosto. Moralmente, trata-se de alguém preconceituoso de todas as formas possíveis: xenofóbico, machista, homofóbico, sem vergonha alguma de expor suas opiniões infundadas - isso nos lembra alguém no Brasil? -, como a de que o aquecimento global é uma farsa criada pelos chineses ou de que há mulheres que abortam aos nove meses de gravidez.

Publicidade

Economicamente, é impossível saber o que essa vitória significa, uma vez que seu discurso tem sido estranhamente a favor do protecionismo. Ambientalmente, há uma ameaça real de que Trump rompa com todos os acordos para redução da emissão de dióxido de carbono tanto internos como externos. Em seus discursos, ele prometeu ainda aumentar a produção de gás e petróleo no país - que já é a maior do mundo, sendo também a causa de acidentes extremamente graves ao longo da história.

Em postagem no Twitter, Jair Bolsonaro comemorou a vitória de Trump e afirmou que, em 2018, o Brasil seguirá pelo mesmo caminho. Na verdade, as #Eleições municipais nos ofereceram uma prévia do conservadorismo que está por vir e não é preciso conhecer muito de política para saber que o futuro é preocupante. #Donald Trump #Eleições EUA 2016