Empresário brasileiro sofreu atentado em fronteira entre Paraguai e Brasil. O homem foi ferido por disparos feitos por bandido na cidade de Pedro Juan Caballero, lado paraguaio da região. O caso ocorreu na última sexta-feira (18). De acordo com jornal do paraguaio, ele está vivo, mas seu estado não foi divulgado.

As câmeras de segurança da região registraram o momento do #Crime. O empresário estaciona o carro na linha internacional de fronteira e é surpreendido por um homem que já chega atirando. Ele corre até o outro lado da rua, mas ao chegar enfrente a sua loja ele cai no chão e o bandido continua atirando em sua direção.

Publicidade
Publicidade

Um homem que estava no local consegue render o atirador por alguns instantes, logo uma mulher se aproxima e tenta ajudar, mas o rapaz consegue fugir e atravessar a fronteira, indo para o lado brasileiro da fronteira, no município de Ponta Porã, Mato Grosso do Sul.

A vítima fica caída no chão, enquanto uma mulher corre solicitando socorro desesperada.

A área foi isolada pela polícia para investigações após o atentado. A notícia foi destaque no jornal de maior circulação do país que faz fronteira com o Brasil. De acordo com o periódico, quatro dos tiros disparados de um revólver calibre 38 acertaram a vítima. O empresário está internado num hospital privado do lado paraguaio da fronteira, mas seu estado de saúde ainda não foi anunciado.

Ainda segundo o maior jornal paraguaio, o ABC, a polícia não tem pistas do atirador.

Publicidade

O que dificultará a apreensão do responsável, mesmo com as imagens de câmeras de segurança.

Uma constante perigosa

O local tem se mostrado perigoso. De acordo com jornal televisivo brasileiro, o MSTV, nos últimos dois meses, pelo menos dez brasileiros morreram em atentados nessa região de fronteira com o Paraguai.

A região sofre também com a guerra do tráfico. No mês de junho deste ano, por exemplo, de acordo com a Folha de S.Paulo, ocorreram quatro execuções e dois tiroteios em quatro dias no município de Pedro Juan Caballero.

Os crimes têm assustado os moradores dos dois lados da fronteira. #Casos de polícia