A Fox News noticiou neste sábado (5) que Melania #Trump trabalhou ilegalmente nas suas primeiras sete semanas em solo americano. Segundo consta em documentos conseguidos pela Associated Press, ela teria sido paga por dez trabalhos como modelo, totalizando mais de US$ 20 mil, antes mesmo que tivesse permissão para trabalhar no país.

Os documentos que comprovam a situação de Melania aparecem a apenas alguns dias da eleição presidencial dos Estados Unidos, que irá acontecer no dia 8 de novembro. Sem a permissão legal, os documentos em questão provam que a modelo trabalhou de forma irregular.

Casada com o multimilionário e candidato à Presidência Donald Trump, que propõe uma linha dura contra imigrantes no país, e que não escondeu durante sua campanha que vai exigir normas mais duras de imigração, Melania nasceu em Sevnica, Eslovênia; e recebeu o Green Card em Março de 2001, tornando-se cidadã americana em 2006.

Publicidade
Publicidade

Durante a campanha presidencial do marido, ela não escondeu sua história e até utilizou a si mesma como exemplo para defender que as leis de imigração devem ser mais rígidas: "Como uma jovem empreendedora, eu queria seguir meu sonho de vir para um lugar livre, com oportunidades em abundância. Então é claro que eu vim para cá. Morar e viver na América já era uma verdadeira bênção, mas eu queria mais. Eu queria ser americana."

No entanto, as datas dos documentos se contradizem: Melania chegou nos Estados Unidos em 27 de agosto de 1996 e só conseguiu um visto de trabalho em 18 de outubro do mesmo ano. Os documentos encontrados mostram que ela recebeu dinheiro entre 10 de setembro e 15 de outubro, ou seja, antes de obter autorização legal para trabalhar nos Estados Unidos.

É altamente improvável que a descoberta afete sua cidadania ou que o governo queira revogá-la agora.

Publicidade

Isso geralmente só acontece em casos extremos, quando a pessoa em questão esteve envolvida com terrorismo ou crimes de guerra. Melania é casada com Donald Trump desde 2005 e o casal tem um filho: Barron Trump, de 10 anos. #Política #Eleições