Muita gente acaba se achando maior que o bem e o mal. Isso pode se tornar um problema para ela e para quem a cerca. Tem gente que é tão ruim que fica até inconcebível imaginar que certas coisas são possíveis. Recentemente, como publicou um site ligado ao portal de notícias R7, um caso ganhou repercussão em todo o planeta. Um funcionário da rede de lanchonete McDonald, localizada na cidade de Detroit, nos Estados Unidos, parecia que teria um dia de bom samaritano, quando na verdade, acabou tomando uma atitude bastante cruel. Inicialmente, ele finge que ajudará um pobre homem, mas o que está por trás daquele espírito que receberia elogios, na verdade, era algo muito ruim.

Publicidade
Publicidade

Um vídeo gravado por um homem que está em seu carro, ridiculamente rindo, exibe toda ação. Enquanto o motorista filma tudo, ele e o atendente da rede de lanchonetes dão risadas. Além de tacar o lanche que antes ofereceria ao morador de rua, o atendente da lanchonete também pratica ofensas e humilhações inacreditáveis. De acordo com o R7, ele teria sido demitido, mas não teve o seu nome revelado. Internautas de todo o mundo ficaram sem entender o que teria levado aquele homem a ser tão cruel. Muitos acreditam que a rotina de trabalho, entregando lanches e ganhando muito pouco. Já outras pessoas argumentam que justamente, graças a isso, ele deveria agir de maneira bem diferente, já que não se sabe o dia de amanhã.

As pessoas estão furiosas com o funcionário do McDonald, mas também não é para menos né? A publicação acabou sendo um grande marketing negativo para a marca de fast food.

Publicidade

Outra pessoa que é bastante criticada é justamente o homem que está no volante. Além de filmar tudo, ele mostra-se bem feliz com tudo o que acontece. Ele ri bastante ao ver o funcionário humilhando o morador de rua, que sequer estava próximo aos dois. O mendigo, apenas se aproxima quando é chamado.

É nesse momento que ele passa por mais uma humilhação nada legal. A situação pode até virar caso de polícia, já que a atitude foi uma agressão. #Crime