Um assassinato brutal, impulsionado por motivos macabros, na cidade de Movileni (Romênia), comoveu a população local.

Na ocasião, Ionel Mihaila, 37 anos, usou uma faca para decapitar a própria mãe, de 71 anos. Na sequência, ele ainda empalou a cabeça dela numa cerca ao lado de um poste da cidade.

De acordo com informações do jornal britânico Daily Star, de domingo (20), a polícia só teve conhecimento do sinistro homicídio, depois do próprio assassino procurar um padre e confessar o que havia feito.

Ao confidenciar ter eliminado a genitora com uma faca de cozinha, e depois empalado a cabeça numa cerca, Mihaila, que retornou este ano à Romênia, depois de passar anos trabalhando em Portugal, relatou que a morte da mãe havia “restaurado o equilíbrio”.

Publicidade
Publicidade

Como se não bastasse a atitude surreal do sujeito, ele ainda contou ao clérigo que a cabeça da genitora tinha sido depositada num local longe da igreja, “porque ela não tinha direito de olhar para Deus”.

No interrogatório policial, Mihaila - que certamente deve sofrer de transtorno mental -, enfatizou ter aniquilado a idosa, devido ao fato dela estar supostamente sob o domínio do ‘diabo’.

Em comunicado à imprensa, Liliana Istrate, porta-voz do escritório do procurador, resumiu que o #Crime foi induzido por motivo banal, baseado meramente em superstições religiosas, que resultou numa manifestação de violência gratuita, onde o “réu simplesmente decapitou a mãe com uma faca de cozinha e depois a empalou numa cerca”.

Na avaliação da tia do assassino, Constantina Popa, a família observou que o rapaz apresentava transtornos de comportamento desde quando retornou para a casa da mãe.

Publicidade

"Quando ele voltou de Portugal, onde estava trabalhando, ele estava alterado”, contou.

Além de acreditar que a genitora estava possuída pelo ‘maligno’, o delirante criminoso também tinha certeza de o demônio ter dominado o corpo de um porco.

"Depois de matá-la, ele disse ao padre que matou um porco que tinha o diabo dentro. Estamos absolutamente aterrorizados", declarou Constantina.

No momento, Ionel Mihaila está sob custódia das autoridades, Em breve, ele será levado a julgamento. #Mídia #Curiosidades