A imagem desta reportagem correu o mundo. Este homem da Nigéria tinha um sonho comum, casar-se, mas ficou anos bolando qual seria a melhor maneira de impressionar sua amada. Levar ela para Paris ou à uma viagem ao Caribe não estava estre suas pretensões. Então como ele poderia realmente dar felicidade à mulher que ele chamou para ser a que seguiria durante vários anos com ele em sua vida. De acordo com informações do portal de notícias UOL, em reportagem publicada nesta terça-feira, 22, esse apaixonado decidiu fingir que estava morto e não somente isso, que a dita cuja - chamada de sortuda por muitos - visse o acidente (de brincadeirinha) que o vitimaria (também fazendo parte de toda a encenação).

Publicidade
Publicidade

A escolha fofa desse nigeriano está dividindo a #Internet, mas para entender o amor tem que realmente ter uma capacidade inexplicável, afinal, os mistérios desse sentimento atingem a todos. Ele então decidiu fingir que estava a ser uma vítima de um acidente automobilístico. Para isso, o homem contou com a ajuda de colegas e familiares. Todo mundo junto entrou na "pegadinha do Malandro". Apenas a noiva apaixonada é que não sabia de nada. Para ela, aquele dia seria o mais triste de sua vida, mas acabou sendo mesmo o mais feliz. O homem se joga e fica deitado no meio da rua, enquanto um amigo conta para a namorada que ele acabou de ser atropelado por um caminhão.

Na empreitada, não faltou criatividade. Este rapaz chegou a comprar sangue falso e se sujou todo. Impossível não se desesperar, não é mesmo? A mulher chegou gritando, falando que Deus não poderia levar o amor de sua vida.

Publicidade

Quando ela já estava aos prantos, achando que ficaria sozinha nesta vida, o dito apaixonado se levantou e contou que aquilo tudo apenas tinha sido criado por um motivo, pedir aquela sortuda em casamento. Ela então fica estática. Ele explica que todos sabiam de tudo e que o sangue em sua roupa não era verdadeiro. Fofo, não?

Os pombinhos não tiveram os seus nomes identificados, mas a noiva acabou dando o esperado "sim".