Na China, um homem teve o seu pedido de financiamento para comprar casa rejeitado, depois de várias entidades bancárias terem lhe informado que não poderiam conceder um crédito, tudo porque, no processo do pedido, faltavam as impressões digitais do requisitante. Em uma situação normal, essa questão seria facilmente resolvida, no entanto, o cidadão que fez o pedido não tem braços, o que faz com que seja impossível fazer esse tipo de identificação.

Foi na cidade de Zhengzhou, na província de Henan, que tudo aconteceu. Wu Jianping, de 25 anos, um homem que perdeu os seus dois braços depois de ter sofrido um terrível choque elétrico quando tinha apenas 5 anos, decidiu pedir um crédito bancário para comprar uma casa.

Publicidade
Publicidade

Wu conseguiu assinar todos os documentos segurando uma caneta na sua boca, no entanto, o seu pedido foi rejeitado por vários bancos.

Depois de ter solicitado alguns esclarecimentos, Wu Jianping recebeu a informação de que para concluir o processo de pedido de empréstimo, seria necessário acrescentar ao processo as suas impressões digitais, algo que, nesse caso, é verdadeiramente impossível.

O homem de 25 anos teve várias discussões com funcionários de vários bancos que insistiram que sem as impressões digitais o processo nunca seria aceito e tudo por uma questão de segurança, uma vez que esse tipo de identificação é impossível de falsificar.

Entretanto, esse acontecimento foi conhecido e publicado nas redes sociais do país. De imediato muitos cidadãos protestaram com a situação e fizeram um pedido aos bancos para que revertessem a sua decisão.

Publicidade

Muitos utilizadores fizeram publicações referindo que não é razoável pedir impressões digitais a um homem que, infelizmente, não tem braços.

Em resposta a essas críticas recebidas, vários bancos a quem Wu Jianping tinha feito o pedido de crédito, voltaram atrás em sua decisão e estão novamente analisando o processo do cidadão de 25 anos.

Entretanto a diretoria de gestão de habitação da cidade de Zhengzhou já fez saber que estão já disponíveis requerimentos especiais para pessoas como Wu, ou seja, cidadãos que tenham necessidades especiais.

O que você acha sobre essa notícia? Acha que foi uma questão legal ou incompetência e insensibilidade da parte dos funcionários bancários? #Curiosidades #China #Mundo