O assunto está dando o que falar na Índia, onde um garoto chamado Pranshu, de seis anos de idade, está sendo considerado a reencarnação do Deus hindu, denominado de ''Senhor Ganesha''. O caso começou depois de que ele foi diagnosticado com uma condição rara. Na ocasião, o menino nasceu com a cabeça alargada e possui os olhos estreitos. Além disso, Pranshu apresenta um problema que o impede de se locomover.

O hinduísmo descreve Ganhesha, como o filho primogênito de Shiva, Deus da ''Realidade Suprema'' com a rainha Parvati, ''Deusa do Cosmo'', o Senhor Ganesha é descrito como ''Senhor de Todos os Seres''. De acordo com o hinduísmo, o ''Lord Ganesha'', possui a cabeça de elefante sobre um corpo na forma humana.

Publicidade
Publicidade

Na ocasião, ele possui quatro braços, e também é conhecido por ser um grande removedor de obstáculos. Os sinais três sinais sobre a testa de Ganesha, representam três dimensões, denominadas como a região inferior, a Terra e o Paraíso,

De acordo com informações do jornal ''Daily Mail'', o garoto é adorado pelos moradores locais, alguns chegam a curvar-se diante dele. Por ser considerado a reencarnação de um Deus, o menino, faz questão de receber a multidão todas as quintas-feiras. Seu pai, Kamlesh, também acredita na crença de que o filho seja a reencarnação do Senhor Ganesha. Ainda, de acordo com o pai, no dia do nascimento do menino, pode-se perceber que seu corpo era muito semelhante ao do Deus.

Durante a reportagem, Pranshu fez questão de abraçar seu pai como um ícone religioso. Na ocasião, ele afirma que também é bem aceito na escola onde estuda.

Publicidade

Segundo ele, seus colegas não se intimidam e todos acreditam que ele realmente seja a reencarnação de um Deus hindu, o garoto ainda explica estar muito feliz com sua condição. De acordo com informações, Pranshu vem de uma família humilde, e tem mais quatro irmãos. O mais velho também foi diagnosticado com a mesma condição, entretanto, ele pode caminhar normalmente.

Ainda, de acordo com informações, Pranshu chegou a ser levado para avaliação médica após um ano de idade. Na ocasião, a maioria dos pediatras não foi capaz em diagnosticar sua condição e tratar o problema. #hiduísmo #Entretenimento #Curiosidades