Desde 6 de agosto de 1945, quando os Estados Unidos lançaram a primeira bomba atômica sobre Hiroshima (Japão), chamada de Litlle Boy, pessoas de todo o planeta conheceram os mórbidos e destrutivos potenciais do armamento nuclear. No entanto, três dias depois foi a vez de Nagasaki sentir os impactos da Fat Boy.

Contudo, 71 anos depois, a configuração de um cenário apocalíptico, desencadeado por uma possível guerra nuclear, volta a assombrar os japoneses. Porém, dessa vez o inimigo mora ao lado: Coreia do Norte.

De acordo com notícias do jornal inglês The Sun, de sexta-feira (25), desde o início de novembro a Defesa Civil tem alertado a população para um possível ataque nuclear dos norte-coreanos.

Publicidade
Publicidade

Embora a nação comandada pelo ditador lunático Kim Jong-un, já tenha experimentado o lançamento de mísseis nucleares, está é a primeira vez que os japoneses estão recebendo sinistras instruções de como proceder após uma investida desse tipo.

Segundo o jornalista Patrick Knox (Sun), o panfleto que também está disponível para download na página da Defesa Civil (em inglês e japonês), dá dicas de como os residentes devem agir, caso a Coreia comunista dispare mísseis contra a pequena ilha do pacífico.

As sugestões vão desde aconselhar os indivíduos a se proteger atrás de paredes grossas, para evitar ferimentos de explosão e de radiação, até a procurar refúgio nos subterrâneos dos shoppings, avaliado pelos agentes de segurança como um dos melhores lugares para se esconder.

É possível perceber que o medo de um ataque nuclear em algum momento do futuro breve é sentido de forma intensa no país, que também começou a posicionar baterias antimísseis em várias regiões de Tóquio, cujas autoridades acreditam ser o primeiro alvo de Kim Jong-un.

Publicidade

Além de equipamentos para frear um potencial ataque da Coreia do Norte, o Ministério da Defesa também pretende usar lasers capazes de derrubar os mísseis nucleares, antes deles atingirem a nação.

Todavia, conforme o The Sun, a Coreia comunista ressaltou que irá disparar diversos mísseis, até um deles conseguir penetrar as defesas do Japão e atingir o país.

Entretanto, a paranoia de uma guerra de proporções ‘apocalípticas’ também chegou ao Reino Unido, que em breve alertará os moradores, por meio de mensagens de texto, sobre um possível e iminente ataque dessa espécie, segundo o The Sun.

Ao que parece, o mundo nunca esteve tão próximo de um tenebroso inverno nuclear. #Mídia #Curiosidades #Internet