Na manhã deste sábado, 26, #Cuba anunciou oficialmente a morte de um dos maiores ícones do século vinte, #Fidel Castro. Ele tinha noventa anos e seu falecimento acaba encerrando os últimos respiros do socialismo no mundo, com a ilha cubana, hoje governada pelo irmão de Fidel, Raul, abrindo-se cada vez mais ao capitalismo e também ao imperialismo americano. Recentemente, um passo importante de reabertura foi feito entre Raul e Barack Obama. Quem fez o anúncio oficial do falecimento da morte do líder cubano foi o atual líder político do país, Raul. Ele disse que dava a notícia com pesar e que um dos maiores nomes da política havia falecido na sexta-feira, 25.

Publicidade
Publicidade

A notícia foi dada na madrugada de Cuba, fazendo diversos países do planeta já acordarem com essa bomba.

Não demorou muito para que a notícia se espalhasse pelos veículos tradicionais e também nas redes sociais. A própria mídia estatal, que não revelou qual seria a causa da morte do ditador, que teria falecido dormindo, divulgou fotos dele morto. A situação macabra tomou conta das redes sociais. Para visualizar as imagens divulgadas pela televisão cubana basta ir em nossa galeria de imagens. Ela está disposta no campo superior da página. "Gzuis, com Trump do poder e a morte de Fidel, está morrendo também qualquer forma de socialismo no mundo. Assim a esquerda morre também?", questionou um internauta ao lembrar a polêmica eleição do magnata Donald Trump nos Estados Unidos.

Publicidade

Assim que a morte de Fidel Castro foi divulgada, a imprensa cubana tratou de liberar imagens do ditador sem vida. Imagens do cadáver del ficaram frizadas durante horas na telinha. Isso acontece, pois no passado, devido a demora em aparecer em público, o governo cubano chegou a ser acusado de encobrir a morte de seu suposto falecido. Agora a notícia e´verdadeira e fez com que o mundo inteiro rapidamente desse amplo espaço a tal fato, já que Cuba e Venezuela eram os únicos países do ocidente verdadeiramente de esquerda. Com a abertura do país e a morte do ditador, o único exemplo que deve sobrar é a Venezuela.