Uma mulher norte-americana, identificada como Christian Clark, de 21 anos, está sendo acusada de matar o próprio filho Andre Price III, um bebê de 1 ano e 5 meses, e de tentar matar sua filhinha mais velha, que tem apenas 2 anos. A acusada ainda mandou o vídeo do assassinato e da tentativa de assassinato para o pai das crianças, Andre Price Jr.

O crime aconteceu dentro da casa onde a família morava, em McKeesport, na Pensilvânia, nos Estados Unidos. O assassinato do pequeno Price III aconteceu na noite desta última terça-feira (1º), devido a uma crise de ciúmes da mãe em relação ao pai das crianças.

Segundo a polícia que investiga o caso, Christian teve um ataque de ciúmes, por achar que seu namorado, e pai das crianças, teria saído naquela noite para se encontrar outra mulher.

Publicidade
Publicidade

Furiosa ela queria forçá-lo a retornar para casa. E começou mandando mensagens ameaçadoras. De acordo com as investigações a mulher mandou mensagens antes, durante e depois do assassinato para o namorado, e no final mandou o vídeo onde já mostrava o menino morto e a menina desfalecendo.

Nas mensagens ela ameaçava as crianças para o seu companheiro. O superintendente da polícia local Coleman McDonough, informou ao jornal “Pittsburgh Post-Gazette“, que em uma das mensagens, ela disse ao namorado que as crianças não estavam seguras com ela, e afirma a ele, que ela não queria as crianças. A mulher ainda completa afirmando que se ele não responder as mensagens, que ela iria presa por colocar a vida delas (as crianças) em risco.

A acusada prossegue com as mensagens ameaçadoras, e promete arruinar a vida das duas crianças, caso o homem não voltasse para casa.

Publicidade

Christian pressionou o rosto do bebê contra um colchão que estava no chão da sala, e mata o menino, ela pega a menina e faz a mesma coisa, mas mesmo passando muito mal a menina sobreviveu.

Em seguida motivada por um ódio sem medida à mulher grava um vídeo e manda para o pai das crianças. Na gravação ela diz: "Veja, Angel ainda está viva e suando. O seu filho, por outro lado, nem respira". As imagens mostravam o menino com rosto virado para o colchão inerte, pois já estava morto.

Em outro trecho da gravação ela ainda declara: "Andre está morto porque o papai não contou a verdade" e finaliza: "É melhor você rezar pelos seus filhos". Durante a gravação a suspeita não demostra em momento algum arrependimento, em ter tirado a vida de seu filho, e de quase ter feito a mesma coisa contra sua filha.

Ela foi presa, e não terá direito à fiança, seu julgamento está marcado para o próximo dia 16, onde será decretada a sentença pelos crimes cometidos aos próprios filhos. #Crime #Investigação Criminal