Atualmente, é muito raro uma moça trazer a virgindade até o seu casamento. No entanto, até há algumas décadas, isso não só era muito comum, como era chamado de verdadeira honra. Essa característica também era tida como uma grande fortuna, afinal, mesmo sendo comum aos nossos antepassados, a virgindade era tratada como algo bem valioso. Alguns casamentos até eram desfeitos, caso o esposo percebesse que a companheira já tinha ido à cama com outro. Por isso, muitas senhoras usavam sangue falso no lençol após a noite de núpcias.

Mas a historia da mulher a seguir é verdadeiramente surpreendente. Em entrevista ao site da Inglaterra 'Daily Star', um homem que foi atacado pela moça decidiu desabafar. Ele, que mora na cidade de Coffee Bay, na África do Sul, relatou que se casou com uma esposa, virgem, mas que essa o atacou quando ele revelou seu órgão sexual.

Publicidade
Publicidade

A revelação aconteceu poucas horas depois do tão sonhado "sim". A recém-casada ficou muito impressionada com o tamanho do talento de seu amor. Eles, que haviam se conhecido na igreja, não tinham se visto nus ainda. Ele tentava confortar a parceira, dizendo que faria tudo com o maior carinho possível, mas ela parecia temer o que seria obrigada a encarar.

A mulher se defendeu e disse que seu parceiro tinha algo muito feio entre as pernas, dizendo que o órgão dele era cabeludo e parecia um pepino. "Era assustador", garantiu ela. A garota conta que teve medo de que o novo marido provocasse uma verdadeira destruição embaixo dos lençóis. O homem foi identificado como Mnombo Madyibim. Ele atua em um time de futebol amador da África do Sul. Seu apelido, antes mesmo dessa situação, era "Anaconda".

Publicidade

Ele ganhou o apelido carinhoso depois que tomou um banho com amigos, em um vestiário.

A noiva, desesperada, atacou o rapaz com uma garrafa de vinho. Ele teve sérios ferimentos na cabeça, mas revelou que não denunciará a moça para a polícia. Segundo o noivo, a garota fez aquilo tudo não por ter medo do seu "talento", mas por estar odiando a viagem de lua-de-mel. #Crime