De acordo com informações disponibilizadas pelo site Seeker, a NASA está oferecendo um prêmio de 30 mil dólares (mais de R$ 100 mil) para quem der a melhor ideia que resulte em um sistema coletor de dejetos humanos a ser usado em trajes espaciais, de modo que cada astronauta possa "aliviar-se" sem ter que tirar o seu aparato. É isso mesmo: a agência espacial dos Estados Unidos quer criar uma espécie de "banheiro portátil", ou como afirmou o Seeker, um tipo de "fralda super high-tech", que irá funcionar dentro dos trajes.

A própria NASA possui uma página na internet sobre a iniciativa, intitulada Space Poop Challenge (Desafio do Cocô Espacial, em tradução livre).

Publicidade
Publicidade

No endereço https://www.nasa.gov/feature/space-poop-challenge a agência explicou que está à procura de "soluções propostas para sistemas de gestão fecal, urinária e de menstruação", que possam funcionar continuamente dentro de um traje espacial por um período de até 144 horas, ou seis dias inteiros.

A NASA alegou que tal sistema seria muito útil em "cenários de contingência" (situações envolvendo algum tipo de emergência espacial), ou em qualquer tipo de tarefa que exija um longo tempo de execução.

Ir ao banheiro no espaço é complicado

Conforme o Seeker esclareceu, tarefas diárias que tomamos como simples ou comuns apresentam novos desafios quando a gravidade é removida, e ir ao banheiro é um ato que se enquadra nessa categoria.

Quando estão na Estação Espacial Internacional (International Space Station, ou ISS), os astronautas utilizam o chamado "vaso sanitário de gravidade zero", que direciona os resíduos através de um fluxo de ar e os comprime a vácuo, a fim de eliminar patógenos.

Publicidade

Depois disso, o ar utilizado no processo é filtrado e volta circular dentro da ISS, já livre de odores ou bactérias. Por fim, os dejetos são armazenados e voltam para a Terra, para ser devidamente eliminados.

Ainda segundo o Seeker, miniaturizar um sistema que forneça a mesma funcionalidade dentro de um traje espacial (que fica completamente selado) é um desafio e tanto, já que precisam ser levadas em conta as características pessoais de cada astronauta, tais como altura e sexo. Além disso, esse sistema precisa fazer todo o processamento dos dejetos em apenas cinco minutos.

Como se pode perceber, "ir ao banheiro" no espaço é uma tarefa muito complicada, e é por isso que a NASA está solicitando ideias inovadoras, chegando até ao ponto de lançar sua campanha de crowdsourcing (contribuição colaborativa). O prazo para enviar sugestões à agência espacial americana termina no dia 20 de dezembro de 2016. #Curiosidades #EUA #Desenvolvimento Tecnológico