A corrida #Espacial toma um avanço enorme quando saímos daquele eixo da antiga guerra fria. Num mundo onde multinacionais controlam cada vez mais os campos de hábitos e costumes mundanos, explorar algo fora disso seria o mesmo que mandar as ambições para o espaço. Assim a Índia ao invés de esperar tomou a dianteira de sua #exploração espacial e utilizou a sabedoria deste povo antigo a obter resultados do que esperar eles chegarem prontos.

Agora a Índia já começa a testar segunda missão lunar, segundo a Organização de Pesquisa Espacial Indiana (ISRO) em Nova Deli, 11 de novembro, quando anunciou o início da simulação teste de sua segunda missão lunar Chandrayaan-II.

Publicidade
Publicidade

O projeto progride e começaram alguns testes de aterrizagem feitos rotineiramente a evitar problemas, segundo informa uma autoridade da entidade, para estas práticas os ajudar a entenderem melhor o processo.

Apesar de pouco conhecido pelos ocidentais leigos, o programa espacial indiano é um dos mais ativos e bem-sucedidos do mundo, com muitas e lucrativas realizações. o ISRO já lançou mais de uma centena de satélites nacionais e estrangeiros, bem como sua primeira sonda lunar da Índia, Chandrayaan-1; sua Missão Orbital de Marte, e seu primeiro observatório espacial, Astrosat. No mês passado, também anunciaram planos para colocarem em órbita em janeiro 82 satélites, todos estrangeiros, com um único lançamento.

O foguete da missão histórica será a versão avançada do Polar Satellite Launch Vehicle (Veículo Polar de Lançamento de Satélites), uma série de lançadores orbitais indianos movidos a combustível sólido, desenvolvidos no país desde o início dos anos 90 do século passado.Até à data, o recorde para o maior número de satélites enviados ao espaço em um único voo é detido pela Rússia, com 37, a 19 de junho de 2014, seguindo-se os EUA, com 29, em 19 de Novembro de 2013.

Publicidade

Em 22 de junho de 2016 a Índia lançou 20 ao acordo em terceiro lugar no ranking. No final de julho, a ISRO colocou em duas órbitas diferentes oito satélites num único lançamento, incluindo Scatsat-1, cuja missão é o estudo do clima e oceanos. #India