Três crianças foram encontradas mortas dentro de uma casa, na cidade de Ponce, em Porto Rico, nesta quarta-feira (2). De acordo com a polícia, as crianças foram assassinadas pelo próprio pai, que se enforcou em seguida. Segundo informações, as criança, que teriam entre 5 e 9 anos, são brasileiras, nasceram no Sul de Santa Catarina. A mãe também é brasileira.

As crianças encontradas mortas foram Erick Gabriel, de 9 anos, Elin, de 7 anos, e Emanuele, de 5 anos. Elas estavam sob os cuidados da avó paterna, e foram encontradas mortas dentro da casa, que fica na região de Jacaranda de Ponce. As evidencias apontam que as crianças foram estranguladas ou asfixiadas pelo pai, que foi encontrado morto, enforcado do lado de fora da casa.

Publicidade
Publicidade

O homem, que é norte-americano foi identificado como sendo Erick Ramires, de 50 anos.

Pai dedicado e carinhoso

Uma tia das crianças, Marli Martins da Rocha, em entrevista ao G1, informou que a família é de Forquilhinha, Sul de Santa Catarina. Afirmou que Erick era um pai dedicado e carinhoso com os filhos, mas com a mãe das crianças ele era um pouco agressivo. A família havia se mudado há três anos para Porto Rico, e nos últimos dias a mãe já havia prestado uma queixa de violência contra o marido. Porém, a mulher nunca impediu que ele visitasse os filhos.

Marli contou, ainda, que a mãe das crianças estava em viagem aos Estados Unidos, fazendo um curso. E por esse motivo as crianças estariam sob os cuidados da avó paterna. Ela teria retornado da viagem na tarde desta quarta-feira.

Segundo Marli, a mãe das crianças teria ligado para ela muito chocada, informando que o homem havia se matado enforcado, que estaria no fundo da casa.

Publicidade

Marli disse que ao perguntar pelas crianças, a mãe informou que estariam bem, estavam dormindo. Minutos depois ela teria retornado a ligação para Marli, informando que na verdade o pai teria matado as crianças também.

Crianças encontradas mortas

As crianças foram encontradas mortas em suas camas, por este motivo a mãe achou que elas estariam apenas dormindo.

Segundo o superintendente da polícia, José Luiz Caldero, que assistiu a um vídeo divulgado pela polícia de Porto Rico, as imagens mostraram as três crianças deitadas em suas caminhas, o que leva a creditar que elas foram estranguladas.

Caldero ainda disse que ultimamente tem visto cenas muito difíceis, porém quando as imagens envolvem crianças, ninguém está preparado para ver.

De acordo com familiares, eles tentaram entrar em contato com as autoridades brasileiras que abrangem Porto Rico, mas como esta quarta-feira era feriado de finados, não conseguiram estabelecer contato.

A tia disse que vai viajar para Porto Rico para ajudar no processo, que a família deseja trazer os corpos das crianças para o Brasil, para serem sepultados em Santa Catarina.

#Crime #Casos de polícia