O pastor Lethebo Rabalago, vem causando muita polêmica, ao afirmar que cura pessoas portadoras de doenças graves, e em alguns casos incuráveis, ao aplicar no rosto delas um spray de inseticidas.

Lethebo Rabalago que informa ser profeta, dirige a #Igreja Assembleia Geral Monte Sião na província de Limpopo, perto da fronteira com Moçambique, na África do Sul.

O suposto método de cura do pastor vem causando revolta em muitas pessoas, que acham o procedimento um absurdo. Fotos publicadas em redes sociais mostram o profeta pulverizando o inseticida no rosto de fieis. As fotos chamaram atenção e causaram muita polêmica.

Lethebo Rabalago em entrevista ao Jornal “BBC”, afirmou que aplica o spray para curar fiéis com patologias muito grave, como câncer e HIV, e que depois de pulverizar os doentes, eles ficam curados.

Publicidade
Publicidade

Segundo ele a cura só é possível se ele aplicar o produto. Na foto em destaque nesta matéria ele afirma que a mulher tinha uma grave infecção nos olhos, e que após a aplicação do spray a mulher estaria muito bem, pois ela confiou no poder de Deus.

O caso tomou uma proporção muito grande e virou notícias de vários grandes jornais. De acordo com o “Daily Mail” o pastor se mostrou insatisfeito, e contrariado com a opinião das pessoas em redes sócias e fora dela. Ele respondeu as críticas recebidas, informando ficar impressionado como as pessoas eram capazes de insultar um profeta de Deus. Ele afirmou que as pessoas que o insultaram eram cruéis, ele ainda usa uma parte de um versículo bíblico para se de fender: “Perdoa-lhes, pai, porque eles não sabem o que estão fazendo”, Lucas 23:34, escreveu o pastor em rede social.

Publicidade

A empresa responsável pela fabricação do inseticida, Tiger Brands, informou que não é seguro utilizar o aerossol no rosto ou em qualquer parte do corpo das pessoas. Eles informaram que o produto, Doom, foi criado para matar insetos nos ambientes e não para serem aplicados diretamente nas pessoas. O fabricante disse ainda que no rótulo que fica na embalagem do produto, é bem claro e tem advertências que devem ser seguidas, para que não seja causado nenhum dano à saúde dos usuários. A empresa ainda informou não se responsabilizar pelo uso de forma indevido do produto, já que na própria embalagem informa as contraindicações.

Os fiéis participantes da prática do pastor, acreditam realmente que serão curados de seus males, e muitos continuam procurando ele para o suposto tratamento.

#Crime #Mundo