Miquel Quiroga é o nome do #Piloto que estava a bordo do #avião que caiu na Colômbia. Apesar das 76 mortes confirmadas a lamentar, o cenário poderia ainda ser pior não fosse a ação destemida deste jovem piloto. Miquel largou combustível segundos antes do avião cair, o que mostra que ele percebeu os problemas que o avião estava passando. Antes de decolar, Miquel tinha tirado uma 'selfie' com alguns dos craques do Chapecoense, equipe que foi dizimada nessa tragédia.

Tinha tudo para ser um dia de sonho para o #Chapecoense, o time que apaixonou o mundo, com sua performance incrível, durante toda a Copa Sul-Americana. A um dia de disputar a primeira-mão dessa histórica final, onde a equipe chegava pela primeira vez, o sonho tombou, em uma inacreditável tragédia de avião.

Publicidade
Publicidade

A bordo seguiam, para lá dos jogadores e equipe técnica, os comissários de bordo, jornalistas e alguns convidados, um total de 81 pessoas.

Todos, unidos, por um sonho. O de trazer para o Brasil a possibilidade da equipe vencer a Copa, o momento mais alto da história do time de Chapecó, Santa Catarina. Era a primeira parte do sonho, que se realizava na Colômbia, frente ao Atlético Nacional. No entanto, três minutos antes da aterrizagem prevista, o avião tombou. Com ele, o sonho de Chapecó, a alegria do Brasil, para luto do futebol mundial.

Por todo o mundo, são muitos os clubes de futebol que se unem na dor do Chapecoense e as homenagens vão se sucedendo. Nesse momento, o piloto Miquel Quiroga está merecendo toda a atenção, e apelidado de herói. Percebendo que o avião estava com problemas elétricos, ele derramou o combustível.

Publicidade

Foi essa atitude que ele tomou, na hora, que evitou que o avião explodisse na queda. Caso isso acontecesse, dificilmente haveriam sobreviventes. E, para já, apesar da dimensão incomensurável dessa tragédia, é graças a esse piloto que não foi pior ainda. Cinco sobreviventes são, no momento, a imagem da esperança para Chapecó.

Igualmente comovente está sendo a atitude do Atlético Nacional, o time colombiano, que iria enfrentar o Chapecoense, nessa malograda final. O time já pediu para a CONMEBOL entregar a Copa para o Chapecoense, em um gesto enternecedor, que mostra, que tudo isso é bem mais do que futebol. Agora, tem a palavra a CONMEBOL, que só deverá tomar uma decisão bem mais tarde.