Na Irlanda do Norte, conforme noticiou o jornal irlandês Irish Sun, um policial foi suspenso por enviar selfies picantes a uma mulher de 24 anos que ele conheceu na Internet, há dois anos, no site Plenty of Fish (“monte de peixes”, da expressão “there are plenty of fish in the sea”, “há um monte de peixes no mar”, para consolar pessoas que perderam um amor, lembrando-lhes que há muitas outras pessoas com quem podem estabelecer uma relação), o maior site de encontros pela Internet do mundo.

Ela contou ao jornal que tinha explicado ao policial que ela estava emergindo de um relacionamento abusivo de sete anos e estava vulnerável mentalmente, mas ele continuou enviando fotos e pedindo fotos dela.

Publicidade
Publicidade

Segundo a moça, o policial começou enviando fotos de si mesmo em uniforme, depois passou a enviá-las em roupas civis e exibindo seu órgão sexual (uma delas foi tirada em um Land Rover da polícia irlandesa). Durante algum tempo, a situação parecia ter amainado, mas logo ele estava de volta pedindo mais fotos dela – mesmo depois que ela parou de enviá-las.

A moça, que diz sofrer de Transtorno de Personalidade Limítrofe, um transtorno de personalidade que comumente se manifesta como incapacidade de administrar adequadamente as emoções, decidiu, em setembro deste ano, depois que a polícia do condado de Armagh, onde ela vive, começou uma campanha alertando sobre sexting, informar aos policiais sobre o comportamento do policial, inclusive o envio de fotos grosseiras tiradas nos banheiros da delegacia.

Publicidade

Uma semana depois, ela prestou depoimento, os policiais tiraram fotos das fotos em poder dela e fizeram algumas anotações. Uma semana depois, telefonaram para ela avisando que o policial tinha sido preso. Ela ficou irritada, pois tinham lhe prometido mantê-la a par dos desenvolvimentos do processo em vez de deixá-la ser surpreendida assim.

Um policial foi preso, está suspenso de suas funções e sob investigação devido à denúncia, confirmou o Serviço Policial da Irlanda do Norte, a polícia do país europeu. #Curiosidade #nudes #Casos de polícia