Apesar de não existir evidências de que o mundo está prestes a acabar, o aumento das tensões entre a Rússia e a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), que tem posicionado militares em países próximos ao Kremlin, além do medo de uma hipotética invasão alienígena, ou até mesmo do impacto de algum asteroide, tem incitado magnatas de todo o globo a comprarem abrigos subterrâneos.

Contudo, os bunkers da empresa estadunidense Earthship Biotecture, situada no Novo México, encomendados por diversos bilionários, também são arquitetados para serem autossustentáveis, fazendo com que os moradores consigam sobreviver de forma autônoma.

Publicidade
Publicidade

De acordo com informações do jornal britânico Daily Mirror, de sexta-feira (25), as ‘casas bunkers’, que ficam acima e abaixo da superfície, elaboradas sob a forma da letra U, podem ser construídas em qualquer parte do mundo, e também proteger os habitantes de um hipotético surto de vírus mortal, ou até mesmo de uma catástrofe radioativa.

Entretanto, segundo o arquiteto Michael Reynolds, boa parte dos ‘ricaços’ procuram a empresa com objetivo de implantar abrigos para armazenar equipamentos bélicos.

"As pessoas nos pedem para construir comunidades Earthship com câmaras subterrâneas de armas e munições", comenta Reynolds.

Todavia, a Earthship também compreende um plano para os 'menos afortunados', onde uma ‘casa bunker’ mais modesta e de tamanho reduzido, custa 100 mil dólares. Porém, o comprador terá de pagar as despesas de locomoção da equipe.

Publicidade

Feito para durar

Conforme o arquiteto, as inabaláveis paredes dos bunkers da Earthship, são desenvolvidos a partir de pneus cobertos por lama e pequenas pedras, que, quando misturados, formam uma espécie de terra de tijolos. “As paredes estruturais resultantes são praticamente indestrutíveis", acentua Michael Reynolds.

Além das paredes, materiais reciclados como vidro e madeira também constituem boa parte dos abrigos. Porém, a iluminação fica por conta da construção de painéis solares e turbinas eólicas, ambas a prova de terremotos.

Governos impedem popularização de bunkers

O arquiteto revela o fato da empresa ter como objetivo, a existência de cooperativas onde as pessoas se ajudem na elaboração desse tipo de empreendimento.

No entendimento do pessoal da Earthship, essa medida impede que indivíduos à procura de abrigo e alimentos, entrem em conflito. "Se todos aqueles ao redor podem ter o que você tem, por que eles [iriam] querer invadir você?", observa.

No entanto, além do preço - aquém do orçamento da maioria das pessoas -, Reynolds comenta que o principal ‘inimigo’ para a popularização desse tipo de construção, são os governos e as “instituições legislativas”, que, na avaliação dele, não querem ver os seres humanos livres das escolhas burocráticas dos legisladores.

Publicidade

"Estas mesmas instituições permitem [a construção de] uma unidade nuclear que ameaça a própria capacidade de todo o planeta para suportar a vida humana", desabafa.

Ao que tudo indica, é mais fácil começarmos a cavar nosso próprio buraco no quintal de casa, do que esperar pela ‘boa vontade’ dos ambiciosos governantes. #Curiosidades #Viral #Internet