Uma professora de inglês da Stovall Middle School em Conroe, Texas, é acusada de manter relações sexuais com um aluno de apenas 13 anos. Alexandria Vera, de 24 anos, foi a julgamento essa semana e admitiu que teve um relacionamento com o menino. As autoridades aceitaram liberdade condicional a partir da confissão. Segundo as informações da polícia que investiga o caso, os dois se viam quase todos os dias e a jovem acabou engravidando do pré-adolescente. Antes que as informações viessem à tona, ela já tinha descoberto da gestação, mas se manteve em silêncio até que a bomba estourou. A Justiça havia determinado a expedição de busca e apreensão da jovem desde junho, e sob pressão ela acabou se entregando à polícia e admitiu o abuso.

Publicidade
Publicidade

Já no tribunal foi realizado um acordo com a família da vítima e a professora que poderia pegar até trinta anos de prisão, agora aguardará o processo fora das grades. A confissão permitiu que ela esperasse os trâmites finais da ação em liberdade condicional. De acordo com informações da mídia local e o depoimento da moça, Alexandria nunca escondeu de ninguém que estivesse vendo o menino. Segundo relatou à imprensa, a família do aluno também sabia da relação e nunca se opôs que os dois estivessem juntos. No entanto, a situação complicou-se com a gravidez inesperada, pois, dessa forma, o abuso ficou constatado. A jovem afirmou inclusive que os familiares do menino estavam empolgados com o nascimento do bebê, mas para a promotoria a história ainda não está totalmente esclarecida.

Publicidade

A professora acabou sofrendo um aborto, depois que recebeu a visita de um investigador de proteção a menores questionando ela acerca da relação com o adolescente.

Alguns dos outros alunos que serviram de testemunha disseram que o menino também não escondia o relacionamento, e que os dois se abraçavam mesmo dentro do colégio. A escola soltou uma nota dizendo que desde que a denúncia foi feita em abril, a professora foi afastada do cargo, por uma licença administrativa. Para a diretora da instituição de ensino, a segurança dos alunos e dos professores é a única prioridade no momento.

#Crime #Investigação Criminal