#Pablo Escobar, o maior narcotraficante da história e que ficou conhecido mundialmente como "o senhor da droga colombiano", tornou-se um dos homens mais ricos do mundo em virtude do tráfico de drogas, principalmente nos Estados Unidos e em outros países do continente americano. Sua morte aconteceu no dia 02 de dezembro do ano de 1993, e o mistério que cercava o seu falecimento foi revelado por seu filho Juan, em entrevista concedida de maneira exclusiva à RT.

Juan revelou que a morte de seu pai não se deve ao merecimento de seus rivais e inimigos, como confirmava a versão oficial divulgada na época, de que Pablo foi executado pelas autoridades colombianas em colaboração com a CIA (Central Intelligence Agency) e o órgão DEA (Drug Enforcement Administration, em inglês).

Publicidade
Publicidade

Segundo ele, o que realmente teria causado a morte teria sido uma maneira de suicídio.

O filho de Pablo afirmou que seu pai estava a par de todas as maneiras de vigilância que se encontravam contrárias a ele, devido a esse fato, ele teria conseguido se esconder e escapar com exito de todas elas, do exército, da polícia, de mercenários da CIA e também, de bandidos de cartéis inimigos.  Ainda segundo o filho, o episódio de que seu pai fez sete ligações telefônicas no dia de sua morte, de forma que aguardava sem tentar fugir do encontro com seus assassinos, comprova definitivamente que a morte do maior narcotraficante da história ocorreu devido a um suicídio planejado.

Recentemente, Juan Pablo Escobar havia falado sobre a série #narcos, da #Netflix, segundo suas palavras, seu pai era muito mais violento e cruel do que é mostrado na trama e que a mesma peca bastante em relação ao aspecto precisão, o que é perceptível em seu próprio personagem, que na ficção aparenta ter oito anos quando aconteceu a morte, porém sua idade real na época era de 16 anos.

Publicidade

E faz ainda, uma crítica a aura de romantismo com que o cenário do tráfico de drogas é retratado na produção, evidenciando até uma certa preocupação em relação a isso.