Após o mundo acordar com a triste notícia da queda do avião que levava os jogadores e comissão técnica do Chapecoense, por fim, uma boa notícia diante dessa grande tragédia: 6 sobreviventes. Um destes sobreviventes é o boliviano Erwin Tumiri, tripulante do voo, que se salvou por seguir o protocolo de emergência recomendado para acidentes aéreos. Segundo Erwin, ele permaneceu em posição fetal com uma mala entre suas pernas e isso fez com que o impacto da queda fosse amenizado.

Em uma entrevista ao jornal boliviano La Razón, Erwin diz: "Sobrevivi porque segui todos os protocolos de segurança; com a situação de pânico, muitos se levantaram dos assentos e começaram a gritar.

Publicidade
Publicidade

Coloquei umas malas entre as pernas e fiquei em posição fetal, recomendada para acidentes".

O comissário era um dos nove bolivianos presentes no voo e um dos dois sobreviventes. A outra boliviana e comissária que sobreviveu foi a assistente de bordo Ximena Suárez. Os demais comissários do voo, os pilotos Miguel Quiroga, Ovar Goitia e Sisy Arias, além dos tripulantes Rommel Vacaflores, Alex Quispe, Gustavo Encinas e Angel Lugo, morreram no local do acidente.

Detalhes do acidente

O avião que partiu do aeroporto de Santa Cruz de La Sierra, com destino ao aeroporto de Medellín, perdeu contato entre as cidades de La Ceja e La Unión. No último contato realizado, por volta das 0h54 da manhã - no horário de Brasília-, o avião estava a cerca de 50 km do aeroporto, no qual realizaria o pouso, a uma velocidade de 263km/h e uma altitude de 4793m.

Publicidade

O modelo da aeronave, conhecida como Jumbolino, é o Avro Regional jet 85, produzido pela British Aerospace e com capacidade para até 95 pessoas. A empresa aérea proprietária era a Lamia e o avião voava com 77, pessoas sendo 68 passageiros e 9 tripulantes.

As buscas ja foram finalizadas, e,segundo autoridades bolivianas. 71 pessoas morreram, até o momento, e 6 continuam internadas. O clube disputaria o seu primeiro jogo na final da Copa Sul-Americana nesta quarta, contra o Atlético Real. #Copa Sul-Americana #Chapecoense #ForçaChape