A cidade de Cushing, no estado de Oklahoma, Estados Unidos, foi atingida por um #Terremoto de 5 graus de magnitude neste último domingo, dia 3, e a população ficou em pânico. De acordo com o USGS - Serviço Geológico dos #Estados Unidos, a intensidade do terremoto chegou a 5,3 graus e seu epicentro foi a 6 km de profundidade. Como o tremor ocorreu bem próximo a um importante oleoduto, logo as autoridades trataram de tomar todas as providências para evitar uma tragedia.

Em Cushing está um dos principais centros de estocagem de petróleo não só dos Estados Unidos, mas também do mundo. Por volta das 21 horas, horário de Brasília, quando os primeiros tremores foram sentidos, vários brasileiros tentaram entrar em contato com seus familiares que moram na região.

Publicidade
Publicidade

Como os meios de comunicação não foram afetados, as notícias chegaram rapidamente e as famílias puderam ser tranquilizadas, já que não houve vítimas ou danos materiais, foi só mesmo o susto e agora a preocupação, pois ninguém sabe se o terremoto já passou, ou se foi apenas um aviso da natureza, para um tremor muito mais forte que está por vir.

O tremor chegou a ser sentido também nos estados do Arkansas e em Missouri, mas foi em Oklahoma que as pessoas mais sentiram o chão tremer e logo saíram de casa. O regulador da indústria de petróleo e gás da região informou que por enquanto não foram descobertos nenhuns danos às instalações de armazenamento, só que técnicos estarão vistoriando toda a infraestrutura para certificar-se que não há nenhum vazamento. Quase 60 milhões de barris de petróleo estão armazenados bem próximos à cidade de Cushing.

Publicidade

A preocupação é grande porque não foi a primeira vez que Oklahoma sentiu fortes tremores. Em setembro o estado ficou abalado por um dos mais fortes terremotos já registrados, chegando a 5.8.

As aulas estão suspensas nesta segunda-feira e vários americanos preferiram ficar em casa, pois o medo de um novo tremor é muito grande. Autoridades estão pedindo à população que mantenham a calma, mas muita gente já começou a estocar água e comida em casa. #Tragédia