Na África do Sul, uma mulher conseguiu milagrosamente escapar da morte por muito pouco: um #Vídeo feito por uma câmera de circuito interno fechado de televisão em Johannesburgo, uma das cidades mais importantes do país africano e capital da província de Gauteng, mostra uma mulher sendo rapidamente atingida, enquanto atravessava a rua, por um furgão que dobrou a esquina, ficando presa entre uma das rodas da frente e a carroceria do veículo. A mulher foi arrastada por, pelo menos, 60 pés (cerca de 18 metros), conforme afirmou o jornal britânico The Sun.

Também é possível ver os passantes correndo na direção dela, já fora de cena, para prestar-lhe socorro.

Publicidade
Publicidade

Embora não se possa ver no vídeo o que aconteceu, depois que o veículo parou, a imprensa local relatou que o motorista fugiu depois que a mulher finalmente ficou livre da roda do veículo. Ainda, segundo relatos, a mulher atingida conseguiu sobreviver e está se recuperando no Hospital Acadêmico de Johannesburgo Charlotte Maxeke (antigo Hospital Geral de Johannesburgo).

O vídeo, compartilhado online, já foi assistido por dezenas de milhares de usuários de redes sociais. A polícia, segundo se supõe, está esperando um relatório médico oficial quanto aos ferimentos que a mulher sofreu antes de abrir uma investigação formal, porém, a Inteligência Criminal & Conscientização Comunitária, organização sul-africana que se dedica a disseminar informações sobre crimes, com o objetivo de alertar a população e proteger as comunidades locais, está usando sua página na internet para tentar localizar o motorista fugitivo.

Publicidade

Nessa página, o grupo exibe uma foto da cena da mulher sendo atingida e conclama às pessoas a compartilhar a informação com todos os grupos e páginas, para que seja encontrado “o canalha do incidente de omissão de socorro”, diz The Sun.

As imagens chegaram ao YouTube e revoltaram os usuários do site. Um deles comentou: “Aposto que estava ao telefone. Como ele não viu esse pessoal!!!” Outro comentou: “Oh, meu Deus. Espero que a mulher se recupere.” #Flagra #Acidente