Uma reportagem do portal de notícias R7 decidiu destrinchar os mitos e verdades sobre o que aconteceu com o ex-atleta #Michael Schumacher, o homem com o maior número de títulos na 'Fórmula 1'. O corredor passou décadas de sua vida se arriscando no asfalto, mas foi em uma brincadeira na neve, também em alta velocidade, que ele teve sua jornada momentaneamente interrompida. Michael entrou em coma e, a partir daí, o que se sabe sobre ele é muito pouco. Enquanto Nico Rosberg e Lewis Hamilton ainda brigam pelo campeonato deste ano da F1, Schumacher briga não somente pela vida, como também uma maneira melhor de encarar a mesma.

Desde 2013, quando houve o acidente, até o próximo dia 29 de dezembro, quando se completará três anos de tal fato, muitos boatos apareceram.

Publicidade
Publicidade

A verdade, entretanto, mesmo que em meias palavras está provocando uma verdadeira comoção entre os fãs. Ele já estava aposentado, em férias, quando foi vítima da queda em que ficou inconsciente. Técnicas inovadoras e avançadas foram utilizadas. Ross Brawn, ex-diretor técnico da Ferrari e amigo pessoal de Schumacher, revelou algumas pistas sobre o que seria o real caminho do heptacampeão. Em contato com a BBC, ele disse que deveria respeitar um pedido da família do famoso, não dando tanto sobre o que viu, mas garantiu que Schumacher já não era o mesmo de antes.

Ele, no entanto, deu esperanças, falando que Michael estava dando sinais cada vez mais encorajadores, que ajudam à família dele a continuar na luta para fazê-lo sair dessa. O todo poderoso da Ferrari disse que tudo podia acontecer.

Publicidade

Dias depois de tal entrevista, a família do corredor abriu uma conta nas redes sociais para ele. Existe agora a expectativa que por ali, o que então era segredo seja revelado para milhões de pessoas de todo o planeta, que assim como faziam nas corridas, continuam a torcer pelo heptacampeão.

Ross criticou ainda o fato da imprensa está fazendo especulações, sem ao menos terem qualquer ideia do que está a acontecer. Ele ainda solicitou orações a Michael.