Um acontecimento surpreendente e inusitado aconteceu durante uma cerimônia de casamento coletivo no Peru, na cidade chamada Chimbota e o vídeo viralizou na internet. A famosa frase: "se alguém se opõe a este matrimônio, fale agora ou cale-se para sempre”, nem foi dita, mas a confusão já estava formada.

Toda a confusão chamou a atenção de todas as pessoas que estavam acompanhando a cerimônia coletiva em Chimbota. A cerimônia era comunitária, e um homem chamado Franco estava ali para formalizar a união com sua mulher, com quem já tem dois filhos, porém se formou uma grande confusão no #Casamento quando outra mulher invadiu o local com uma criança de dois meses no colo alegando que o bebê era filho de Franco na tentativa de interromper o casamento de seu ex.

Publicidade
Publicidade

A cerimônia comunitária estava sendo realizada pela prefeitura da cidade de Chimbota, e, por isso, a equipe de #Televisão local fazia a cobertura dos casamentos. Nas imagens, é possível ver uma moça de 19 anos com um bebê alegando que é filho de Franco e que ele não pode se casar com outra e ela quer, de qualquer maneira, invadir o local, mas é barrada de fazer uma confusão ainda pior pelos familiares do noivo.

Segundo informações da moça Franco não assumiu o filho e fugiu ao saber que ela estava grávida dele. De acordo com portal de notícias peruano, Trome, os familiares da mãe do bebê de dois meses foram aconselhados a pedir ajuda jurídica para obrigar Franco a pagar pensões alimentícias.

Mesmo com tamanha confusão o casamento foi realizado e Franco se casou em uma cerimônia que reuniu outros oitenta e quatro casais.

Publicidade

O vídeo foi postado no YouTube e já ultrapassa 667 mil e 900 visualizações, e as imagens da confusão geraram alguns comentários:

"O que se passa com a sociedade, por que se envolvem com homens casados e vice-versa?", questionou um internauta identificado como Isita MR.

"De todo ponto de vista esse homem é um esperto. Mas por outro lado essas mulheres se envolvem com cada tipo de homem", desabafou outro internauta.

Veja a confusão no vídeo abaixo:

#Viral