Uma #Professora branca de ciências foi rapidamente demitida de seu cargo na Harlem Park Elementary and Middle School, uma escola de Baltimore, cidade no estado americano de Maryland, depois que foi postado online um #Vídeo de pouco menos de um minuto e meio gravado com smartphone em que ela agride seus alunos de uma turma da oitava série predominantemente afro-americana, com insultos raciais. Primeiro ela aparece expulsando aos gritos um #aluno da sala de aula. Depois que o aluno deixa o local, ela volta sua ira para o resto da turma e, aos brados, começa a criticá-la, chegando a dizer dos alunos que são “pretos que vão levar um tiro porque vocês são estúpidos.” O discurso inflamado da professora colocou a turma em ponto de ebulição, com gritos até o fim da gravação.

Publicidade
Publicidade

O sistema de escolas públicas de Baltimore confirmou ter demitido a professora em uma declaração em que também se lia: “nas escolas públicas de Baltimore estamos comprometidos na criação de ambientes de aprendizado positivos e justos em comunidades escolares onde todos osmembros são bem-vindos, apoiados e valorizados. Nenhuma forma de comportamento discriminatório é ou será tolerada.”

O vídeo viralizou no Facebook depois que Erica Gales Deminds, de 32 anos, mãe de um dos alunos presentes na sala, postou-o na rede social na última quarta-feira, 16. O filho dela voltou da escola na terça-feira com o filme, que outro colega fizera, e mostrou-lhe. Ela disse ao jornal New York Daily News ter ficado chocada e ter feito o upload do filme para compartilhá-lo com a família sem imaginar que ele acabaria se espalhando tanto quanto o fez.

Publicidade

A mãe acrescenta que a professora deu aula para seu filho por dois ou três anos e sempre foi muito gentil. “Ela devia estar no ponto de ruptura.”

O ocorrido, embora menos grave do que outros casos, vai se juntar a uma longa série de incidentes ocorridos nos últimos tempos, como, por exemplo, as mortes de Michael Brown em Ferguson e Freddie Carlos Gray em Baltimore (mesma cidade do ocorrido entre a professora e seus alunos). O primeiro foi baleado pela polícia, e o segundo teve ferimentos na medula espinhal enquanto estava na custódia da polícia. Acontecimentos desse tipo têm levado a protestos e outras reações enérgicas da comunidade negra americana – e não só dela -, inclusive o surgimento de um movimento, o Black Lives Matter (Vidas Negras Importam), dedicado, principalmente, a combater a violência contra os negros.

Confira o vídeo: