Uma americana publicou uma foto em sua rede social que tem gerado muitos comentários desde então. Tudo por causa da incrível mudança da sua aparência nas fotos. Ela relatou que era viciada em heroína e decidiu mudar de vida, se dar uma nova chance depois de um pedido de seu avô, que faleceu em 2012.

Dejah Hall tem 26 anos e postou nas redes sociais sua história de vida, assim, acredita que vai ajudar mais pessoas que vivem no mundo das drogas. Dejah era viciada em heroína, cocaína e metanfetamina, e ficou com o rosto completamente deformado pelo uso das drogas, tanto que ela mesma não se reconhecia mais.

Diz Dejah que quando era jovem começou a ir para as conhecidas “baladinhas” e lembra como se fosse ontem quando aceitou tomar a sua primeira pílula - droga que é mais conhecida como ecstasy e causa sensação de euforia e sensação de bem estar.

Publicidade
Publicidade

Ela passou então a consumir a droga quase que diariamente até o dia que ela não estava mais sentindo o efeito da droga em seu corpo, decidiu então procurar algo mais forte, algo que tirasse dela aquela abstinência. A americana então diz ter procurado refúgio na cocaína - droga que é criada em laboratório e tem como matéria-prima a folha de arbusto denominada Erytroxylon coca. O efeito da droga causa na maioria dos casos insônia, euforia e excitação.

Ela conta que chegou a um ponto em que ela queria fazer tudo sob o efeito da cocaína, desde ir para a faculdade até ir visitar amigos e parentes. Mas Dejah foi mais fundo e trocou a cocaína pela heroína e metanfetamina. A heroína é uma droga extremamente viciante, composta pelo derivado da morfina. Ela afeta os sistemas do prazer dentro do cérebro humano, com a capacidade de tirar do cérebro o sentimento de dor.

Publicidade

A metanfetamina é uma substância simpatomimética, que tem a estrutura química básica da beta-fenetilamina. Seu uso aumenta os batimentos cardíacos, a pressão sanguínea e leva o usuário a ter um #Comportamento violento.

Tudo mudou em 2012, quando ela recebeu a notícia que seu avô estava internado. Ela, que era extremamente apegada ao avô, foi visitá-lo. Ao entrar no quarto do hospital, seu avô disse que não estava mais a reconhecendo, que ela estava completamente tomada pelas drogas e que não se via alegria em seu olhar, apenas um olhar triste com a prisão que ela estava vivendo por causa da heroína. Dejah saiu do quarto correndo e foi até o banheiro do hospital. Lá foi onde ela se viu no espelho e se enxergou como ela realmente estava, com o rosto completamente devastado pelas drogas. Enquanto ela retornava para casa, ela foi presa por porte de drogas. Duas semanas após esse dia, o avô dela morreu.

A americana postou que a partir do dia da morte de seu avô ela não usou droga nenhuma.

Publicidade

Ela ainda diz que sofreu muito, pois não é fácil se livrar de algo que esta há anos controlando seu corpo. Ela teve várias crises de abstinência enquanto estava presa em um quarto, chegando até a desmaiar e a sangrar de tanto se arranhar. Hoje ela fala com muito orgulho que está há 4 anos longe das drogas.

Ela criou uma página, DejahsJourney, para que todos possam compartilhar experiências sobre recuperação de #Vícios.

#Doença