No início desta manhã, 23 de dezembro, o primeiro-ministro da República de Malta postou em seu Twitter:"Fui informado sobre um potencial #sequestro em andamento de um vôo interno da Líbia desviado para Malta. Operações de segurança e emergência em alerta".

A informação teria sido vazada primeiramente pelo piloto da aeronave, que contatou a torre de controle de Trípole, capital libanesa, para avisar que a aeronave estava sendo sequestrada.O Airbus A320 da companhia aérea estatal Afriqiyah Airways carregava pelo menos 111 passageiros, sendo 82 deles homens, 28 mulheres e uma criança, de acordo com outra publicação de Muscat.

Publicidade
Publicidade

O vôo seguia de Sebha para Trípole.

A República de Malta é uma pequena ilha e fica a cerca de 500 quilômetros da costa norte da Líbia.Segundo a imprensa local e internacional, dois sequestradores ameaçam explodir o avião com uma granada que afirmam possuir; as suposições são de se tratar de #Ataque Terrorista em apoio ao antigo ditador Muammar al-Gaddafi, morto há cinco anos, em 2011, e que liderou a ditadura militar na Líbia desde 1960, durante mais de 40 anos.

Atualmente a Líbia passa por um momento difícil. Depois da Primavera Árabe, a influência do Estado Islâmico cresce cada vez mais, apesar de ainda não haver ligações diretas com o sequestro desta manhã.

Negociações em andamento. O avião pousou em Malta, e os primeiros ministros da Líbia e de Malta estão em contato entre si e, de alguma forma ainda não explícita, com os sequestradores. As exigências também ainda não são públicas, mas os sequestradores prometem libertar passageiros em troca de alguma cooperação.

Tropas militares de Malta cercaram o avião e alguns passageiros foram liberados, cerca de 25 pessoas e a criança, sem informações sobre quais exigências foram atendidas ou não.

Publicidade

Outro grupo de 25 passageiros aguarda liberação.

Vale lembrar que a República de Malta ainda sofre com um acidente aéreo recente, que teria sido o maior de toda a história do país.

Todos aguardamos por mais boas notícias. #ataquenaLíbia